quarta-feira, 24 de abril de 2013

Roberto Carlos tenta barrar o livro "Jovem Guarda: Moda, Música e Juventude."

(Roberto Carlos| Foto:Reprodução de Internet)
Roberto Carlos, cantor e compositor, solicitou através de seu advogado que o livro “Jovem Guarda: Moda, Música e Juventude”, da autora Maíra Zimmermann, seja retirado de circulação. De acordo com o jornal "O Estado de S. Paulo", o advogado de Roberto Carlos, Marco Antonio Bezerra Campos, emitiu uma notificação cinco dias após o lançamento do livro pedindo que seja cessada a venda dos livros e que sejam retirados os exemplares a disposição em 10 dias.

O livro afirma que o movimento da Jovem Guarda foi “liderado por Roberto Carlos, Erasmo e Wanderléa”, e por causa disso “o livro traz uma série de situações que envolvem o notificante e traz detalhes sobre a trajetória de sua vida e de sua intimidade”, argumentou o advogado. Em entrevista por telefone, o defensor do "rei" afirmou que outro problema é uma caricatura de Roberto Carlos na capa do livro (junto com Erasmo e Wanderléa). 

Campos ainda declarou que "o que causou a oposição de Roberto ao livro foi o fato de a autora não ter pedido autorização para publicá-lo. Mas ele [Roberto Carlos] não pediu a retirada do livro”. E, ao contrário do que dizia a notificação, o advogado declarou que "não vamos pedir a retirada”.

Os advogados de Maíra e da editora Estação das Letras e Cores, responsável pela publicação, responderam com uma contranotificação. "A autora da obra tem o direito constitucional de informar a sociedade brasileira acerca dos fatos relacionados ao movimento cultural Jovem Guarda", declara o documento. "Não havendo qualquer sinal de violação aos direitos à imagem, à honra ou mesmo à privacidade do senhor Roberto Carlos, não há como se acolher os requerimentos formulados na notificação", acrescenta.

"Meu foco é a construção da cultura nos anos de 1960. Falar da Jovem Guarda como movimento de transformação de costumes. Não há menção à vida íntima dos artistas”, afirmou a autora.

A contracapa da obra traz um texto de Wanderléa. "Parabéns, Maíra! Seu maravilhoso trabalho traz muitos elementos pertinentes da trajetória desse tempo tão rico em contradições, transformações e encantamento", afirma o texto. (Com informações do Estadão).

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do Momento Verdadeiro. Não publicamos comentários com links.

Custom Search