Mulher é internada após sofrer 'overdose' de água

Netflix anuncia 2ª temporada de Luke Cage

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

CPI do Futebol aprova a quebra do sigilo bancário e fiscal de José Maria Marin.


Senado Federal. A CPI do Futebol aprovou a quebra do sigilo bancário e fiscal de José Maria Marin. A ideia é verificar os indícios de irregularidades e contratos comerciais firmados pelo ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ele está preso na Suíça desde maio, acusado de corrupção, fraudes eletrônicas financeiras e lavagem de dinheiro.

O pedido de quebra de sigilo foi feito pelo senador Paulo Bauer (PSDB-SC), vice-presidente da CPI, e visa verificar os indícios de irregularidades em contratos comerciais feitos pela entidade no período entre março de 2012 e maio deste ano, quando foi preso. O senador busca apoio do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para as investigações. Paulo Bauer considera que as informações bancárias são necessárias para constatar se o dirigente cometeu, realmente, os crimes.

- O ex-presidente da CBF e também dirigente da FIFA [a federação internacional das associações de futebol] tem que ter suas contas bancárias abertas para que nós possamos ver se efetivamente as denúncias e as suspeitas a respeito de seu envolvimento com os negócios da FIFA e da CBF têm alguma característica de ilegalidade - disse o senador.
A CPI decidiu adiar a votação dos pedidos de convocação do atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e do ex-dirigente da entidade Ricardo Teixeira, que devem prestar esclarecimentos sobre as acusações de corrupção da Justiça americana. O presidente da comissão, senador Romário (PSB-RJ) acredita que é necessário mais documentos e informações antes de ouvi-los.

- O presidente da CBF, principal responsável pela entidade maior do nosso futebol, não aparece nem nos seus compromissos na FIFA. Pelas atitudes ultimamente que ele vem tendo, tenho total consciência que tem culpa em muitas das coisas negativas e erradas que vem acontecendo no nosso futebol.

A CPI também aprovou a quebra de sigilo bancário e fiscal do empresário José Margulies, acusado pelo FBI de lavagem de dinheiro, fraude e extorsão.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Ajude a manter o Momento Verdadeiro.

Recomendados para você.