Flamengo deve ou não renovar com Emerson Sheik?

Thiago Lacerda ganha indenização de R$329.000,00.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

PMs alteraram cena de crime no Rio de Janeiro.


Rio de Janeiro. O delegado André Leiras da Divisão de Homicídios (DH) vai indiciar por fraude processual os cinco policiais militares envolvidos na alteração da cena de um homicídio, no Morro da Providência. Ele analisou melhor o vídeo feito por moradores e por volta das 2h, desta quarta-feira (30), e constatou que os cinco teriam participação na cena do crime. Eles foram presos em flagrante e deixaram a delegacia por volta das 5h, em dois carros da Corregedoria da PM e foram para o Batalhão Prisional, como informou uma reportagem do portal G1.
Segundo a publicação, inicialmente, dois deles, o Éder Ricardo de Siqueira e o Gabriel Julião Floriado, seriam presos em flagrante, e três policiais - Riquelme de Paulo Geraldo, Paulo Roberto da Silva e Pedro Vítor da Silva -  seriam apenas testemunhas. Os cinco vão ser presos em flagrante. Os policiais prestaram depoimento na delegacia durante aproximadamente quatro horas.

No momento, da fraude, os policiais já estão sem armas, coletes e sem distintivos. O advogado que acompanhou os PMs disse que a arma estava travada, a munição engatilhada e que foi preciso disparar para evitar um acidente.

Moradores do Morro da Providência flagraram nesta terça-feira (29) policiais militares alterando a cena do homicídio de Eduardo Felipe Santos Victor, de 17 anos, em um beco da comunidade. Nas imagens (veja no vídeo acima), PMs aparecem mexendo na cena do crime e um deles coloca uma arma na mão do jovem baleado e faz dois disparos para o lado, aparentemente simulando um confronto. Antes, um outro policial já havia feito um disparo com sua própria arma, para o alto.

Inicialmente, o caso foi registrado como auto de resistência. Com o vídeo nas mãos, no entanto, a Polícia Civil foi à favela para encontrar o policial que fez o registro e deu início à investigação. As armas dos PMs foram apreendidas. A morte também será investigada, pela Divisão de Homicídios. Com informações do G1.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.