Bombardeio em festa de casamento no Iêmen deixa pelo menos 26 mortos.

O número de mortos no bombardeio em uma festa de casamento no Iêmen subiu de 13 para 26, incluindo sete menores, informaram hoje (8) fontes médicas e testemunhas.
As vítimas encontravam-se na casa de um dirigente tribal conhecido por seu apoio aos rebeldes houthis.

Fontes médicas confirmaram que pelo menos 26 corpos foram retirados dos escombros do local onde ocorria a festa.

As mesmas fontes acrescentaram que 40 pessoas ficaram feridas, entre elas 15 crianças e 17 mulheres.

O bombardeio que, segundo testemunhas, teria sido feito pela coligação liderada pela Arábia Saudita, atingiu a casa onde era realizada a festa, em Sanban, na província de Dhamar, a cerca de 100 quilômetros de Sanaa.

Desde março, a coligação faz uma campanha aérea em apoio ao presidente Abedrabbo Mansour Hadi e contra os rebeldes xiitas houthis, apoiados pelo Irã.

Nobel de Física é concedido a pesquisadores japonês e canadense.

Agência Lusa.

Comentários

Motorista usa manequim para enganar polícia e acaba no tribunal.