Vídeo de Bolsonaro contra Jean Wyllys é falso, diz polícia.

STF mantém Renan Calheiros na presidência do Senado.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Saúde confirma 2ª morte por dengue em Campos, no RJ.


O município de Campos dos Goytacazes registrou a segunda morte por dengue no ano de 2015. Segundo a Secretaria de Saúde, a vítima, um homem de 57 anos, era morador do distrito de Ururaí. Ele morreu no dia 26 de setembro, mas a informação foi divulgada somente nesta quinta-feira (22) pela Secretaria de Saúde. 

A Secretaria de Saúde de Campos informa que acompanhou o caso. O paciente procurou o Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI) em 26 de setembro e, no mesmo dia, morreu com suposto mal súbito, caracterizado por parada cardíaca e quadro neurológico sugerindo encefalopatia por vírus da dengue. "No dia que foi internado, o homem realizou exame de triagem de dengue em Campos, que deu positivo. Os exames foram enviados a um laboratório do Rio de Janeiro, cujos resultados chegaram no final da semana passada, com Proteína C Reativa (PCR) positiva, que é um marcador de resposta de fase inflamatória aguda, sintetizada no fígado, confirmando dengue tipo 1. Este configura o segundo óbito confirmado de Campos", diz a nota.

Em apenas uma semana, 67 novos casos foram registrados e o total chega a 3.061 somente neste ano. Segundo informações do portal G1, outubro contabiliza 144 registros, totalizando 3.061 durante todo o ano. Dados do órgão mostram que os meses de julho (622) e agosto (558) foram os que mais tiveram casos da doença.

Na última quinta, dia 22, teve início o 3º Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Mosquito Aedes Aegypti (LIRAa) de 2015, que conta com a presença de técnicos do Ministério da Saúde. Cerca de 450 agentes de endemias atuam em 40 bairros, aproximadamente. Oito mil imóveis deverão ser visitados. O processo termina nesta terça-feira (27). Com informações do G1 Norte Fluminense.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.