Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Doméstica grava assédio do patrão e faz denúncia à polícia.


Uma empregada doméstica de 24 anos denunciou o patrão por abuso sexual, no bairro das Graças, na Zona Norte de Recife, em Pernambuco. Para garantir que estava falando a verdade, a funcionária fez um vídeo para entregar à polícia do bairro das Graças, na Zona Norte da cidade. “No início, ele passava a mão no meu pescoço, e a mulher dele dizia que era normal, que ele fazia isso com todo mundo, que era um gesto de brincadeira”, relata a doméstica, em entrevista à "TV Jornal". 

A vítima ainda conta que o aposentado fazia gestos obscenos e lhe oferecia dinheiro para manter relação sexual com ele. “Aí, com o passar dos dias, ele começou a passar a mão nas minhas nádegas e a me oferecer dinheiro. Ele mostrava os órgãos (sexuais) para mim, ficava atrás de mim, me oferecendo dinheiro para sair com ele, para fazer sexo oral comigo”, contou a funcionária. 

Depois de sofrer os abusos, a empregada decidiu que não voltaria mais ao emprego. No entanto, resolveu retornar à residência para poder registrar os assédios e embasar a sua denúncia. “Voltei ao apartamento decidida a gravar o assédio. Porque ele é um homem muito influente, e decidi que não ia sair do trabalho assim”, falou a jovem.

A funcionária também decidiu contar o que estava acontecendo para a mulher do patrão, que foi até a delegacia com a vítima e informou à polícia que o marido já havia assediado outras empregadas, mas que não tinha provas contra o acusado. A delegacia de Espinheiro ainda investiga o caso. Com informações do jornal O Dia.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.