Mulher é internada após sofrer 'overdose' de água

Netflix anuncia 2ª temporada de Luke Cage

sábado, 10 de outubro de 2015

Suspeito de transmitir HIV de forma intencional é indiciado.


Homem é acusado de transmitir de maneira intencional o vírus HIV para mulheres. Renato Peixoto Leal Filho, de 43 anos, foi indiciado na noite da última quinta-feira (8) no Rio de Janeiro após denúncias. O caso começou a ser investigado pela polícia no fim de agosto, após uma das mulheres procurar a delegacia para denunciá-lo. Segundo informações, Renato abordava mulheres pelas redes sociais. Depois, marcava de sair e conhecer as mulheres. Sem informar nada sobre a doença, ele insistia para fazer sexo sem camisinha.

Em depoimento ao jornal Extra, uma jovem contou que ficou irritada quando Renato a obrigou a não usar camisinha. "Então pensei: “Nunca mais vou estar com esse cara”. Ele ainda insistiu, mas acabei cortando relações. Dois meses mais tarde, recebi uma mensagem dessas meninas dizendo que eu corria o risco de estar contaminada.

Uma jovem de 23 anos, que morou no apartamento dele no início deste ano, acabou descobrindo que ele tem Aids. "Eu o confrontei, mas primeiro ele negou. Só com muita insistência admitiu", contou ela ao Extra.

OUTRO LADO.

Renato negou as acusações através do advogado, embora tenha assumido ser soropositivo.

O advogado de Renato, Rafael Faria, diz que tudo se trata de um "revanchismo" de uma ex-namorada dele. "O Renato vem sendo perseguido por uma ex-companheira. Ele é portador do HIV, mas se cuida e não tem intenção de passar o vírus para ninguém. Ele está sendo difamando por conta do término de um relacionamento", garante.

A pena para o crime é de até quatro anos de prisão, além de pagamento de multa.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Ajude a manter o Momento Verdadeiro.

Recomendados para você.