Adeus, Ferreira Gullar.

Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Revelação de Charlie Sheen reanimou o debate a respeito do vírus HIV.


'Preconceito é maior obstáculo ao fim da epidemia de Aids', disse o vice-coordenador do Programa de Aids das Nações Unidas (Unaids), o brasileiro Luiz Loures, em entrevista a BBC.

De acordo com a publicação, a revelação do ator Charlie Sheen, que admitiu ser HIV positivo, reanimou o debate a respeito do vírus, que ataca o sistema imunológico do corpo e pode levar ao desenvolvimento da Aids – doença que ainda carrega forte carga de preconceito, três décadas depois do início da epidemia.


Na entrevista, Luiz Loures disse que o maior obstáculo hoje ao fim da epidemia é justamente a discriminação. Segundo ele, embora os testes e o tratamento estejam disponíveis, muita gente continua sem acesso a eles por causa do estigma e do preconceito.

Segundo um novo relatório divulgado nesta terça-feira pelo Unaids, os grupos mais duramente atingidos pela doença são justamente os que sofrem mais discriminação: as mulheres e meninas da África, as trabalhadoras do sexo da Ásia, os usuários de drogas injetáveis do leste da Europa e os gays do mundo todo. Clique aqui para ler a entrevista na íntegra.

[ Com informações da BBC Brasil ]

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.