Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

WhatsApp deve mais de R$ 12 milhões em multas à Justiça brasileira.


Antes de ter sido bloqueado, o WhatsApp já havia sido multado por descumprir ordens judiciais. A empresa nunca pagou a multa, que já chega a R$ 12,7 milhões e continua valendo. A cifra foi revelada ontem pelo Jornal Nacional. Em conversa com a polícia, o telejornal informou que, quando o WhatsApp se recusou a ajudar em investigações, a juíza que acompanha o caso deu prazo de 48 horas para o cumprimento de ordem judicial e estabeleceu multa de R$ 100 mil por dia.

Quatro meses se passaram sem que o WhatsApp se manifestasse, então a Justiça mandou interromper o serviço.


O caso envolve investigações sobre latrocínio, tráfico de drogas e o Primeiro Comando da Capital (PCC) - facção criminosa que age nos presídios de São Paulo. Os investigadores acompanhavam três suspeitos quando perceberam que elas não se comunicavam por telefone, e sim por WhatsApp. Eles pediram, então, ajuda da empresa, que os ignorou. A determinação foi feita em julho e reiterada em agosto; como não houve cumprimento, o Ministério Público pediu o bloqueio temporário do serviço e deu no que deu.

Siga o M.V no Twitter e no Facebook 

O bloqueio durou cerca de doze horas e foi revertido na tarde de ontem sob determinação de um desembargador que considerou a medida exagerada, uma vez que afetou 100 milhões de usuários no Brasil - e até em alguns países vizinhos. Com informações do site 'Olhar Digital'.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.