Flamengo deve ou não renovar com Emerson Sheik?

Thiago Lacerda ganha indenização de R$329.000,00.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Crianças sofrendo de desnutrição na Síria vão receber ajuda humanitária.


Internacional - A União Europeia declarou que o governo sírio deu um passo na direção certa ao permitir o acesso às cidades onde milhares de pessoas passam fome. Vários vídeos divulgados na internet mostram crianças sofrendo de desnutrição extrema. As cenas provocaram uma comoção mundial, como informou uma reportagem exibida nesta sexta-feira (8) pelo Jornal Nacional. 

Realmente, as imagens são chocantes: mostram crianças e adultos muito magros, supostamente sem comida há mais de uma semana. Foram divulgadas pela internet, sem que pudessem ser checadas por nenhuma fonte independente. Numa das imagens, a criança é estimulada a "jurar por Deus" que está passando fome, enquanto uma mulher caminha ao fundo, sem aparentar qualquer problema de nutrição. Outra gravação mostra o que seria a distribuição de pequenos pacotes de sal.
Há três meses as agências de ajuda humanitária estão proibidas de entrar em Madaya, uma cidade próxima da capital, Damasco. A ONU afirma que recebeu notícias sobre casos extremos de desnutrição na cidade. Ativistas sírios afirmam que a fome em Madaya já causou dez mortes. E os rebeldes dizem que foram dezenas. Também há relatos sobre duas cidades mais ao norte da Síria, onde a situação se inverte e quem sufoca os moradores são os rebeldes.

Garoto de 8 anos atacado por chimpanzés ganhará novos lábios.

Bloquear cidades, deixando a população civil sem acesso a comida ou medicamentos, tem sido uma das táticas mais comuns e cruéis usadas pelos dois lados na guerra da Síria. O bloqueio de Madaya, que simboliza essa crueldade, se tornou também um entrave às negociações de paz. Daqui a duas semanas, representantes dos rebeldes e da ditadura de Bashar al-Assad vão se reunir em Genebra, na Suíça, para finalmente tentar encontrar uma solução política que acabe com cinco anos de atrocidades. Com informações do Jornal Nacional.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.