Mulher é internada após sofrer 'overdose' de água

Netflix anuncia 2ª temporada de Luke Cage

domingo, 3 de janeiro de 2016

Estado Islâmico divulga vídeo com morte de 'cinco espiões britânicos'.


O grupo extremista Estado Islâmico ameaçou o Reino Unido em um novo vídeo que mostra a execução de cinco “espiões”. O vídeo divulgado hoje (3) em sites jihadistas e relatado pelo centro norte-americano de vigilância dos sites islâmicos, começa com as “confissões” diante da câmara de cinco homens que se dizem originários de Raqa, a capital ‘de fato’ do Estado Islâmico na Síria.

Eles são apresentados por um jihadista, em inglês, como sendo “espiões”. Em Londres, o Ministério dos Negócios Estrangeiros reagiu com uma breve declaração em que afirma que está analisando o conteúdo do vídeo.

O discurso dos cinco homens não permite identificar o país ou países para os quais eles são acusados de espiar, mas um deles se refere à coligação internacional liderada pelos Estados Unidos destinada a  combater o Estado Islâmico no Iraque e na Síria.

A sequência seguinte mostra os cinco homens, com roupas na cor laranja, usada pelo prisioneiros do grupo jihadista, ajoelhados à frente de cinco homens encapuzados, todos vestidos com farda militar e armados com uma pistola.

“Isto é uma mensagem para David Cameron [o primeiro-ministro britânico]”, diz em inglês um dos jihadistas: “É espantoso ouvir hoje que um dirigente insignificante como você contesta o poder do Estado Islâmico.”

O Reino Unido, que bombardeou alvos do Estado Islâmico no Iraque, coordena desde o início de dezembro ataques aéreos na Síria.

“Vamos continuar a fazer a jihad [guerra santa], a franquear as fronteiras, e um dia invadiremos o vosso território, onde governaremos segundo a Sharia”, acrescenta o jihadista.

“A todos aqueles que querem continuar a lutar sob a bandeira de Cameron: Pensam realmente que o vosso governo se preocupará convosco se caírem nas nossas mãos? Ou vai abandonar-vos como abandonou estes espiões e os que vieram antes deles?”, diz o jihadista, referindo-se aos cinco homens ajoelhados à sua frente.

No final do discurso, os cinco homens foram executados com um tiro na cabeça.

O grupo extremista Estado Islâmico, que desde junho de 2014 se apoderou de grandes parcelas dos territórios iraquiano e sírio, tem sistematicamente documentado as suas execuções e muitos atentados com vídeos e uma profusão de imagens para alimentar a sua propaganda.

Siga o M.V no Twitter e no Facebook 

Mas o grupo está há vários meses sob uma forte pressão militar e procura agora, segundo os especialistas, projetar uma imagem de poder, apesar de na realidade a sua visibilidade mediática ter diminuído.

Fonte: Agência Lusa.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Ajude a manter o Momento Verdadeiro.

Recomendados para você.