Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Estado Islâmico liberta 270 civis sequestrados na Síria.


O grupo radical Estado Islâmico libertou nessa terça-feira (19) 270 dos mais de 400 civis que sequestrou durante ataque à cidade síria de Deir Ezzor, no Noroeste do país, anunciou o chefe do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Rami Abdel Rahman, chefe do observatório, disse que entre os civis libertados estão mulheres, crianças menores de 14 anos e idosos.

Os 400 civis foram sequestrados no sábado passado (16) na região de Al Baguiliya, ao norte da cidade de Deir Al Zur, no Noroeste da Síria.

De acordo com o Observatório, o grupo radical mantém ainda em seu poder 130 homens e mulheres.

O governo de Damasco e o observatório denunciaram, no último fim de semana, a morte e o sequestro de centenas de pessoas por parte dos radicais em Al Baguiliya, mas os ativistas negaram as informações, que classificaram de “falsas”.

No último sábado, o Estado Islâmico lançou uma ofensiva contra distritos com baixo controle do regime em Deir Al Zur e conquistou Al Baguiliya.

O observatório informou que as forças governamentais tentaram recuperar vários pontos no sul de Al Baguiliya e um edifício na Universidade Privada da Al-Jazira, nos arredores de Deir Al Zur.

O regime mantém o controle do Aeroporto Militar de Deir Al Zur, os bairros de Al Yura e Al Qusur e o quartel da Brigada 137 do Exército, todos a oeste da cidade, locais onde é  estimada a presença de 250 mil a 300 mil pessoas, cercadas há mais de um ano pelos jihadistas.

A organização proclamou, no fim de junho de 2014, um califado na Síria e no Iraque, onde conquistou partes das regiões Norte e Centro.

Fonte: Agência Lusa.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.