Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Belo Horizonte registra chuva de granizo pelo segundo dia seguido.


Pelo segundo dia consecutivo, Belo Horizonte registrou nesta segunda-feira (29) um temporal com queda de granizo em alguns bairros da cidade. O assunto vem sendo comentado nas redes sociais por diversos moradores. "Agora virou moda todo dia essa chuva de cair o mundo em BH", postou Mary Silveira. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) alertou para a possibilidade de forte precipitação à noite.

O grande volume de chuvas em Minas Gerais deixou quase 10 mil desalojados e 3 mil desabrigados. Mais de 4 mil casas foram danificadas e 351 destruídas. De acordo com boletim divulgado nesta segunda-feira pela Coordenadoria do Estado de Defesa Civil (Cedec), 37 cidades do estado decretaram situação de emergência devido às chuvas deste verão. Na semana passada, a lista foi reforçada pelos municípios de Piau, Caraí e Alfenas.

No fim de semana, a chuva causou muitos danos no estado. Em Sabará (MG), uma menina de oito anos desapareceu no sábado (27) após ter sido arrastada por uma enxurrada. O Corpo de Bombeiros realiza buscas. Na cidade de Juiz de Fora, o Córrego Santa Luzia transbordou e arrastou cerca de 30 veículos.

Em Belo Horizonte, mais de 60 ocorrências foram registradas pela Secretaria Municipal de Defesa Civil por ocasião das chuvas e da queda de granizo que ocorrou no domingo (29). Entre os transtornos causados, dez muros de arrimo cederam parcialmente, seis vias foram alagadas e três árvores desabaram. Por outro lado, o fornecimento de água e energia elétrica não sofreram problemas.

Desde 2013, o verão na capital mineira não era tão chuvoso. Em janeiro, Belo Horizonte superou o volume médio de 296 milímetros (mm) de chuvas para o mês após dois anos de pouca precipitação. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), foram 328,9 mm. Em fevereiro, até o início desta segunda (29), havia chovido na capital um total de 175,7 mm. A média de precipitação na capital mineira para o mês é de 188,4 mm.

Reservatórios

O excesso de chuvas melhora a situação dos reservatórios de água que abastecem a zona metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), o Sistema Paraopeba chegou a 49,2% de sua capacidade, um aumento de 5,8 pontos percentuais em relação ao início do mês. A situação ainda não é confortável, mas é melhor que em 2015. No final de fevereiro do ano passado, o nível estava em 30,2%.

Todos os três reservatórios do sistema também tiveram alta. O Rio Manso subiu quase dez pontos percentuais nos últimos 30 dias e chegou a 61% da sua capacidade. Vargem das Flores teve uma alta mais tímida, alcançando 50,2% após seu nóvel crescer apenas 0,3 pontos percetuais. Já o reservatório Serra Azul saiu de 23,2% no início de fevereiro e chegou a 28,8%.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.