Arena Condá recebe os heróis da Chapecoense. #ForçaChape

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Corpo de jovem morta em motel no Rio foi escondido em sofá erótico.


Rio - O corpo da jovem Juliana dos Santos Andrade, de 23 anos, estava escondido em sofá erótico e foi encontrado por funcionários de um motel na Avenida Brasil. O namorado dela, José Ailton da Silva, de 36 anos, revelou detalhes do crime. A jovem morreu enquanto dormia, asfixiada com um cardaço que José levava no bolso, no dia 31 de janeiro.

De acordo com o delegado Fábio Cardoso, titular da Divisão de Homicídios, "José esperou ela dormir e pegou o cadarço, que ele alegou ter encontrado na rua, e apertou até matá-la. Em seguida, a colocou dentro desse sofá, que tem madeiras na lateral mas é oco por dentro. Quando uma funcionária foi limpar o quarto, achou estranho o sofá estar tão pesado e pediu a ajuda de colegas. E aí o corpo foi encontrado".  
A ousadia dele foi tamanha que ainda teve coragem de prestar condolências a mãe da vítima. Porém, segundo divulgadas pelo jornal 'Extra', Gracimar Santos de Andrade, de 46 anos, se descontrolou e acabou gritando com o suspeito: “Ele matou minha filha”. Neste momento, policiais se aproximaram do acusado e o prenderam. Na Divisão de Homícidos, ele confessou o crime.  Segundo o delegado Fábio, a motivação do crime foi o fato de José não aceitar a vontade que Juliana tinha de terminar o relacionamento com ele. Os dois passaram os últimos meses entre idas e vindas - as brigas eram ocasionadas pelo ciúme excessivo dele. Com informações do Extra.

PM, Lei Seca e Bombeiros intensificam atuação no estado.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.