Foto da mulher de Sérgio Cabral com roupas de presidiária circula na web.

STF mantém Renan Calheiros na presidência do Senado.

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Estado Islâmico reivindica atentados na Síria, que causaram mais de 60 mortes.


O grupo extremista do Estado Islâmico reivindicou hoje (21) o duplo atentado suicida perto de um santuário no sul de Damasco, na Síria, que fez pelo menos 62 mortos, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A organização tinha adiantado que houve quatro explosões na zona de Sayida Zeinab, de maioria xiita, na periferia sul de Damasco.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos tinha dado conta de pelo menos 31 mortes, mas admitiu que o número podia aumentar, tendo em conta a gravidade dos feridos.

O Observatório disse que duas das explosões foram provocadas por terroristas suicidas e que as outras duas tiveram origem num carro-bomba ou noutro artefacto.

A TV estatal da Síria, por seu lado, noticiou que "os ataques aconteceram quando os alunos estavam a sair da escola", acrescentando que "vários foram mortos".

Via Agência Lusa

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Ajude a manter o Momento Verdadeiro.

Recomendados para você.