Flamengo deve ou não renovar com Emerson Sheik?

Thiago Lacerda ganha indenização de R$329.000,00.

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Defesa de Lula quer que Sérgio Moro seja investigado.


A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva quer que o Supremo Tribunal Federal investigue o juiz  Sérgio Moro. Ele seria investigado por supostamente autorizar grampos telefônicos. Para os advogados do ex-presidente, o magistrado tinha conhecimento de que a força-tarefa da Operação Lava Jato monitorou conversas do escritório de Roberto Teixeira. O empresário é investigado na operação junto com Lula e seus familiares.

Para a defesa, Moro teria cometido o crime de autorizar interceptação telefônica ilegalmente. Sendo assim, os advogados pediram ao Ministério Público Federal e Conselho Nacional de Justiça que apurem a conduta de Sérgio Moro. Eles alegaram que o juiz tinha conhecimento de que um dos números interceptados na investigação era do escritório. "Sérgio Moro tinha conhecimento de que o grampo no ramal-tronco do escritório de advocacia era ilegal. Sabia, portanto, que todos os 25 advogados do escritório, com pelo menos 300 clientes, foram grampeados sem justificativa".

A defesa sustenta que o juiz federal Sérgio Moro não deveria ter autorizado os grampos sem consultar a operadora telefônica, conforme determina resolução do CNJ.

OUTRO LADO -  Moro disse ao ministro Teori Zavascki que não determinou o monitoramento dos telefones do escritório. "Faço esses esclarecimentos adicionais diante da informação superveniente do MPF e considerando extravagantes alegações fora dos autos de que teria havido autorização da parte deste juízo para interceptação de dezenas de advogados através do referido terminal, o que não corresponde ao efetivamente ocorrido, sequer havendo notícia de qualquer diálogo interceptado de fato no referido terminal." 

Momento Verdadeiro com Agência Brasil.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.