Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Aécio Neves deve ser investigado na Lava Jato.


Aécio Neves pode ser investigado na Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acaba de pedir autorização ao Supremo Tribunal Federal para que o senador do PSDB preste depoimento em até 90 dias. 

Janot solicitou ao ministro Teori Zavascki o desarquivamento de um pedido de investigação feito contra Aécio, no ano passado. De acordo com o procurador-geral da República, a mudança no entendimento ocorreu porque o doleiro Alberto Youssef omitiu no seu primeiro depoimento de delação a acusação de que Aécio Neves seria beneficiário de repasses ilegais em Furnas, empresa estatal subsidiária da Eletrobras.

Alberto Youssef disse que Aécio recebia valores mensais por meio da Bauruense, empresa de sua irmã, que tinha contratos com a estatal. Ainda segundo o doleiro, o PSDB e o PP tinham influência política nas indicações das diretorias da estatal. Além de Yousseff, o senador Delcídio do Amaral (MS) também citou Aécio em sua delação. 

Outro lado.

Para Aécio Neves, é “absolutamente natural e necessário que as investigações sejam feitas, pois elas demonstrarão, como  ocorreu outras vezes, a correção de sua conduta”.

Através de nota, o Presidente nacional do PSDB disse que todas as citações a seu nome feitas por Delcídio foram sobre situações que ele “ouviu dizer”, sem que nenhuma prova tenha sido apresentada pelo senador. “Trata-se de temas antigos, que foram objeto de investigações anteriores, quando foram arquivados, ou de temas que não guardam relação com o senador”.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.