Após debate com Moro, senadores apresentam substitutivo a PL.

Gilmar Mendes defende atualização da Lei de Abuso de Autoridade.

domingo, 1 de maio de 2016

Garotinho chama Eduardo Cunha de ladrão e é criticado na web.


Quando um político chama outro político de ladrão sempre há risco do tiro sair pela culatra. Em entrevista ao programa "Jogo do Poder", da CNT, também publicada pelo jornal O Dia, neste domingo, 1º de maio, o ex-deputado federal Anthony Garotinho, que atualmente ocupa o cargo de secretário de Governo de sua esposa, a prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho, resolveu soltar o verbo quando foi indagado sobre o atual cenário político nacional. 

Para Garotinho, a presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer deveriam reconhecer que não há governabilidade e convocar novas eleições presidenciais. Proposta que já foi apresentada por um grupo de senadores, abordamos este assunto em outro post, leia aqui. Ao falar sobre o atual presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, o ex-governador do Rio de Janeiro disse que “o Brasil não pode ser comandado por um ladrão”. A íntegra da entrevista pode ser lida neste link.


Fato é que a entrevista repercutiu nas redes sociais. E no Facebook teve dezenas de comentários, muitos detonando o marido de Rosinha Garotinho. 

Internautas falando sobre a entrevista de Garotinho: 
Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.