Adeus, Ferreira Gullar.

Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Ladrões levam notebook de cientista com pesquisa inédita sobre o vírus Zika


Computador de cientista com pesquisa inédita do Zika é furtado no Rio
Um cientista do Laboratório de Virologia Molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) teve o notebook furtado na última sexta-feira (20) no estacionamento do Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro. Segundo informou a "Agência Brasil de Notícias", o notebook do professor e pesquisador Amilcar Tanuri continha informações e dados de uma pesquisa inédita sobre o vírus Zika.

Segundo o pesquisador, ele estava saindo do aeroporto com sua mala de rodinha, quando ele atendeu o telefone, alguém passou por trás dele e levou a mala. "Eu nem vi. Uma senhora que estava perto disse que foram dois mal encarados que pegaram a minha mala, entraram em um carro e eu não vi nada”, contou à Agência Brasil. O professor disse ainda que o local tem pouca iluminação e segurança.

Com o furto, o professor perdeu dados de pacientes, como fotos de crianças com microcefalia e exames médicos, e parte de um artigo científico que estava sendo escrito. O pesquisador disse que o trabalho sofrerá atraso de, pelo menos, uma semana. “O mais grave são os dados dos pacientes que estão no meu computador. Uma coisa confidencial está na mão de qualquer um. Um dos experimentos eu vou ter que repetir, com isso perdi, pelo menos, uma semana de trabalho e o meu tempo de recuperar tudo”, disse. Tanuri estuda o uso da droga Clorofina para inibir o vírus Zika. 

A UFRJ classificou o episódio como lamentável. De acordo com a universidade, os conteúdos  da pesquisa inédita que estão no computador, de caráter sigiloso, são protegidos por senha.

Edição: Washington Luiz.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.