Adeus, Ferreira Gullar.

Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Mãe quer usar óvulos de filha morta para gerar o próprio neto.


Uma mãe, de 60 anos, que perdeu sua filha, de 28 anos, vítima de um câncer de intestino, está lutando na justiça para dar à luz ao próprio neto.
Uma mãe, de 60 anos, que perdeu sua filha, de 28 anos, vítima de um câncer de intestino, está lutando na justiça para dar à luz ao próprio neto. Esta mãe quer usar os óvulos congelados de sua filha para engravidar, porém o Tribunal Superior do Reino Unido rejeitou o pedido em 2015. Mas ela recorreu da decisão, e o caso está sendo julgado pela Corte de Apelação, perante um painel de três juízes, de acordo com informações da 'BBC'.

A defesa argumentou aos juízes que a mãe queria realizar os desejos da filha. Segundo a mãe, trata-se de um pedido feito pela própria filha, que estava desesperada para ter filhos e que pediu a ela, "carregue meus bebês". Os advogados da mulher e de seu marido disseram que a filha ficaria "devastada" se soubesse que seus óvulos não poderiam ser usados, diz a reportagem.

Acontece que, segundo a Autoridade de Fertilização e Embriologia Humana, órgão responsável pela regulação desse tipo de procedimento no Reino Unido, o material não poderia ser liberado porque a filha não deixou um documento consentindo o uso dos óvulos.

O julgamento na Corte de Apelação — Para o magistrado Colman Treacy, a documentação do caso deixou em dúvidas sobre haver razões "suficientemente fortes" para permitir que o recurso fosse adiante. Porém, após ouvir as argumentações no tribunal, concluiu tratar-se "um caso passível de debate e com uma chance real de sucesso". A reportagem na íntegra pode neste link.

Edição: Washington Luiz.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.