Adeus, Ferreira Gullar.

Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Nestor Cerveró vai cumprir prisão domiciliar em Itaipava.


 Nestor Cerveró vai cumprir prisão domiciliar em Itaipava.
Prisão domiciliar - Ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró já está no Rio de Janeiro. Ele desembarcou de um voo comercial no início da tarde desta sexta-feira (24), no Aeroporto Internacional do Galeão, e seguiu para a cidade de Itaipava, na região serrana fluminense, onde cumprirá pena de regime fechado em prisão domiciliar. Cerveró deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba na manhã de hoje.

Lava Jato - O juiz federal Sérgio Moro condenou hoje (24) o empresário Ricardo Pessoa, um dos delatores da Operação Lava Jato, a oito anos e dois meses de prisão pelos crimes de corrupção e de pertinência à organização criminosa. Apesar da condenação, Pessoa não cumprirá a pena em função dos benefícios do acordo. Ele já cumpre prisão domiciliar.

Custo Brasil - O advogado Guilherme de Salles Gonçalves, acusado de envolvimento na Operação Custo Brasil, deve se entregar à Polícia Federal (PF) hoje (24), informou a Justiça de São Paulo. Guilherme, que atuou na campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), estava no exterior quando foi decretada a sua prisão preventiva.

Renan Calheiros - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou hoje (24) pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para retirar o sigilo do inquérito no qual o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é acusado do crime de peculato. Calheiros teria supostamente usado o lobista de uma empreiteira para pagar pensão à filha que teve fora do casamento. 

Eduardo Cunha - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, rejeitou o pedido feito pela defesa do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), sobre a livre circulação do parlamentar na Casa. Barroso diz, porém, que o parlamentar pode ir à Câmara se defender na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no processo de cassação ao qual responde. 

Impeachment - A Comissão Processante do Impeachment no Senado concluiu hoje (24) o trabalho de oitiva de testemunhas de defesa da presidenta afastada Dilma Rousseff desta semana, após tomar o depoimento do diretor de Programas Especiais da Secretaria de Orçamento Federal, Marcos de Oliveira Ferreira. Antes dele, os senadores ouviram o ex-secretário-executivo do Ministério do Trabalho e Emprego Francisco José Pontes Ibiapina. O colegiado já ouviu 35 testemunhas. Ao todo, foram arroladas 40 testemunhas pela defesa de Dilma.

Edição: Washington Luiz.
Via: Agência Brasil. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Recomendados para você.