Terra Seca e Trincada [POESIA]

Grávida baleada na cabeça; irmão é suspeito de ser autor do tiro.

O jovem Danilo Emanuel Vilas Boas, de 24 anos, irmão de Thaysa Vilas Boas, que levou um tiro na cabeça há mais de 30 dias em Tapejara, foi preso na quinta-feira (18). Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de ter atirado na própria irmã, que na época estava grávida de 7 meses, no dia 11 de julho. 

Segundo informações divulgadas pelo portal 'G1', a gestante estava em casa se preparando para ir a uma consulta do pré-natal quando foi atingida por um tiro na cabeça. Thaysa foi levada para o pronto-atendimento municipal, e depois transferida para o hospital Norospar em Umuarama, onde segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em coma até esta sexta-feira (19). No dia do disparo, os médicos do hospital Norospar realizaram uma cesárea, tiraram o bebê, mas a criança não resistiu e morreu três dias depois.

De acordo com o delegado da Polícia Civil Gabriel dos Santos Menezes, Danilo Vilas Boas é usuário de drogas e é conhecido no meio policial por estar envolvido com o tráfico de drogas. No cumprimento de mandado de prisão, a polícia ainda cumpriu mandados de busca e apreensão na casa onde moravam os irmãos. No local a polícia apreendeu um revólver e munição. A Polícia Civil informou que Danilo Vilas Boas não tem advogado constituído. Ele ficará preso por 30 dias, na Delegacia de Cruzeiro do Oeste.

Edição: Washington Luiz.

Comentários

Veja também

Preso processa policiais após ter uma ereção de 4 dias.