Empresária é acusada de aplicar golpes milionários em Goiânia.

Empresária é acusada de aplicar golpes em clientes na venda de pacotes de viagens. Patrícia Rodrigues de Morais, de 34 anos, disse à TV Anhanguera que teve problemas após "quebrar" financeiramente e negou ter cometido o crime. Entretanto, ela admite que não cumpriu com alguns compromissos. 

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, o prejuízo estimado é de R$ 1 milhão. Patrícia responde em liberdade a pelo menos quatro ações judiciais, sendo duas por crime de estelionato. Em entrevista, o delegado Webert Leonardo, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), disse que desde 2015 foram registradas 8 ocorrências denunciando golpes da empresária. 

Patrícia Rodrigues disse que está trabalhando para quitar as dívidas com todas as pessoas prejudicadas, na ordem de R$ 300 mil. "Houve uma alta no câmbio. O dólar estava a R$ 3, por exemplo, e no outro dia subiu para R$ 3,20. Como já tinha feito o contrato para comprar a moeda, pagava a diferença. Pensei que a situação voltaria ao normal, mas não voltou. Eu quebrei. Estou tentando pagar e vou fazer isso trabalhando, não tem outra forma. Nunca fugi de situação nenhuma, enfrento o problema de frente", disse a empresária ao site 'G1'.

Atualmente a empresária tem débitos com "5 ou 6" pessoas e que já pagou, desde que teve o rombo, cerca de R$ 500 mil em dívidas. O valor, segundo ela, refere-se a um grupo de aproximadamente 30 clientes com os quais fez acordos extrajudiciais.

Edição: Washington Luiz
(Com informações do G1 e TV Anhanguera.)

Comentários

Naldo Benny pede ajuda para encontrar carro roubado do filho.