Supremo revoga liminar que colocava o goleiro Bruno em liberdade.

O goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte da ex-namorada Eliza Samúdio, já se entregou à Polícia Civil de Minas Gerais. 

Por 3 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a volta de Bruno à prisão. 

Bruno foi solto em 21 de fevereiro por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, mas, na última quinta-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu à Corte a revogação da decisão que colocou o goleiro em liberdade.

Ouça a reportagem completa no vídeo acima.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Veja também

Polícia Federal investiga fraudes em 14 concursos públicos