Temer diz que Brasil deixou recessão para trás.

Vírus da gripe com maior circulação em 2017 é o H3N2.

O governo federal decidiu antecipar a campanha de vacinação contra a gripe em 2017. A decisão foi anunciada pelo Ministério da Saúde na última quinta-feira (13/04). 

Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBI), Isabella Ballalai, diferente do ano passado, que teve maior número de registros de casos de gripe por H1N1, este ano tem sido registrado mais casos do tipo H3N2. Para a médica, a antecipação do calendário é uma medida acertada, já que no ano passado os casos surgiram antes do esperado, o que provocou uma corrida pelas vacinas.

Dra. Isabella explicou que tanto o H1N1 como o H3N2 são tipos de influenza, portanto não existe um novo vírus em circulação no Brasil. Segundo ela, as variações são igualmente graves. “Não tem mais grave e nem menos grave. Por isso que as vacinas são tri ou quadrivalentes procurando proteger de três ou quatro tipos de influenza que circulam entre nós”, disse.

Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações, no ano passado o H1N1 foi responsável por 90% dos casos registrados no Brasil, mas este ano ainda está restrito até agora a 2%. 

A presidente da entidade explicou também que o H3N2 é um vírus que já causou surtos no país em outros períodos e é o mais prevalente no hemisfério Norte.

Ainda de acordo com a especialista, apesar de a população popularmente buscar a vacina do H1N1, as doses sempre contêm os tipos H1N1, H3N2 e B.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.
Com informações da Agência Brasil.

Comentários

Motorista usa manequim para enganar polícia e acaba no tribunal.