Ricardo Molina diz que gravação de dono da JBS é "imprestável como prova".

O perito Ricardo Molina, contratado pela defesa do presidente Michel Temer, afirmou que a gravação feita pelo empresário Joesley Batista de sua conversa com o presidente, entregue ao Ministério Público Federal (MPF) no acordo de colaboração premiada, é “imprestável como prova”.


Segundo Molina, a gravação foi feita em qualidade muito baixa e o áudio apresenta descontinuidades.

Durante entrevista coletiva, o perito também criticou a postura do MPF de anexar a gravação ao inquérito sem tê-la submetido à perícia da Polícia Federal (PF). 

Ouça a reportagem completa no vídeo acima.

Washington Luiz, 
Repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Veja também

Zeca fica com Jeiza e Bibi com Caio.