Rosinha Garotinho é condenada e perde os direitos políticos.

Rosinha Garotinho, ex-governadora do Estado do Rio de Janeiro e ex-prefeita da cidade de Campos dos Goytacazes, foi condenada por improbidade administrativa. No mesmo processo, o ex-secretário de Comunicação Ricardo Bruno também foi condenado.

Por unanimidade, a 15ª Câmara Cível determinou que Rosinha e Ricardo a suspensão dos direitos políticos por 5 anos. Eles também devem ressarcir os cofres públicos em R$ 165.979,44, acrescidos de correção monetária e multa de 1% ao mês. 

Em 2004, de acordo com o Ministério Público, quando se aproximava o 2º turno das eleições municipais, o governo promoveu o cadastramento e distribuição de benefícios do "Cheque Cidadão" e do "Morar Feliz" e distribuição de material escolar. Diante disso, a Justiça do Rio concluiu que os réus praticaram ato de improbidade administrativa.

Rosinha Garotinho e Ricardo Bruno podem recorrer.

Outro lado

Rosinha disse, por meio de nota, que estranha que o Ministério Público esteja agindo em nome do jornal O Globo, em vez de defender os programas sociais como o Restaurante Popular, frequentemente atacado pelo referido jornal. 

Na época, o jornal "O Globo" publicou uma matéria intitulada "Além dos limites", no qual criticava a utilização de programas do governo para fins eleitorais.

Ainda de acordo com a nota, Rosinha Garotinho vai recorrer da decisão.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Veja também

Polícia Federal investiga fraudes em 14 concursos públicos