Sérgio Cabral e mais seis são denunciados por corrupção na saúde.

Rio - O ex-governador Sérgio Cabral foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção passiva e ativa e organização criminosa por irregularidades cometidas na Secretaria Estadual de Saúde, entre 2007 e 2014.

Além de Cabral, mais seis pessoas foram denunciadas. São eles: César Romero, Carlos Miranda, Carlos Bezerra, Sérgio Côrtes, Miguel Iskin e Gustavo Estellita. 

Eles são acusados pela Força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro de pagar ou receber propina para fraudar contratos da área de saúde.

De acordo com a denúncia, a Operação Fatura Exposta identificou que a organização criminosa liderada por Sérgio Cabral, que cobrava 5% sobre todos os contratos firmados pelo Estado, também atuava na área da saúde.

A denúncia foi oferecida à 7ª Vara Federal refere-se apenas aos crimes de corrupção passiva, ativa e de organização criminosa na área de saúde durante a gestão de Cabral. As demais condutas criminosas da organização capitaneada pelo ex-governador ainda serão objeto de denúncias posteriores da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Edição: Washington Luiz
Com informações do G1.

Comentários

Veja também

Papagaio fez compra na Amazon imitando voz da dona.