Pesquisa conclui sequenciamento do genoma do caramujo da esquistossomose.

Um grupo de 118 pesquisadores de 11 países, dos quais 15 do Brasil,  conseguiu fazer o sequenciamento do genoma de uma espécie de caramujo hospedeiro do verme que causa a esquistossomose. 

O trabalho sobre o sequenciamento do genoma foi publicado na revista científica internacional Nature. Com os dados desse estudo, que durou 15 anos, já foram publicados mais de 50 artigos. 

A esquistossomose é, atualmente, o segundo maior problema de parasitose no mundo, depois da malária. 

A doença afeta cerca de 240 milhões de pessoas no mundo.

Ouça a reportagem completa no vídeo acima.

Comentários

Menina teve reação à tatuagem de henna. Impressionante!