Homem atacado por onça-pintada é salvo por 5 cachorros.

Ser ter um amigo fiel é maravilhoso, ter cinco é inestimável. Em Porto Mourinho, zona rural, cerca de 400 quilômetros da capital do Mato Grosso do Sul, cinco cachorros de estimação salvaram a vida de homem de 58 anos após ele ter sido atacado por uma onça-pintada. 

O ataque ocorreu no último domingo, segundo informações do Corpo de Bombeiros. O homem precisou de atendimento médico por conta dos ferimentos. Ele levou uma mordida e um tapa do animal na região das costas, o que causou vários arranhões.

Foi tudo muito rápido, segundo a vítima. Antes de ser atacado pela onça, o homem resolveu verificar a origem de um mau cheiro, chegou a constatar que o odor exalava de um animal morto e foi neste momento que foi atacado pela onça. Foram os cães que assustaram a onça e ela fugiu.

Ouça a reportagem no vídeo abaixo:

Ocorre que as onças costumam defender seus alimentos, conforme explicou o coronel Queiroz, da Polícia Militar Ambiental, ao portal G1, a onça mata a presa, depois fica se alimentando e vigiando o alimento. Essa é uma das formas em que ela pode atacar o ser humano, porque a onça-pintada não encara um ser humano adulto como uma presa, ela tende a se afastar, mas para defender seu alimento ou seus filhotes ela pode atacar.

No entanto, outro especialista, explica que a onça pode ter interpretado a presença dos 5 cães como uma "concorrência" alimentar para a caça que protegia. Segundo o presidente da Organização Não-Governamental (ONG) Panthera, Leonardo Avelino, as onças costumam ficar agressivas com a proximidade de cães, a razão do ataque pode ter sido justamente a presença deles.

A vítima foi levada para o hospital da cidade e depois do atendimento foi liberado no mesmo dia. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.