Neutralidade na internet é revogada pelos Estados Unidos.

Cunha ataca PT e diz ser vítima de vingança.

"Eu estou pagando o preço de ter o meu mandato cassado por ter dado continuidade ao processo de impeachment. É o preço que eu estou pagando para o Brasil ficar livre do PT", disse o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em sua defesa no plenário.

Para o deputado Eduardo Cunha, “o processo de impeachment que está gerando tudo isso. Eles querem troféu para dizer que é golpe. Tivemos o prazer, e isso ninguém vai conseguir tirar, por mais que o PT xingue, chore, o governo deles foi embora e graças a atividade feita por mim que aceitei o processo de impeachment”.

Cunha disse ainda que boa parte do plenário sequer conhece o processo. “Estamos aqui vivendo um processo de natureza política dentro de um conceito de denúncias do chamado petrolão. Esquema criminoso montado pelos governos do PT”.

Eduardo Cunha disse que a votação da sua cassação às vésperas das eleições municipais faz parte da tentativa de criminalizá-lo. “Marcaram uma votação como essa as vésperas do processo eleitoral é querer transformar isso em um circo. Não temos o hábito do julgamento, muito mais ainda naquilo que é técnico”, disse o peemedebista.

Cunha apelou que, a Casa, pelo menos, analise os recursos de seus aliados que pedem o fatiamento da votação. Pediu ainda que seja julgado com isenção. Com informações da Agência Brasil.

Edição: Washington Luiz.

Comentários

Motorista usa manequim para enganar polícia e acaba no tribunal.