sábado, 25 de maio de 2019

Luísa Sonza desabafa sobre polêmica envolvendo Carlinhos Maia e Whindersson Nunes + Notícias

Bom dia! Hoje é sábado, dia 25 de maio. 
Notícias do Momento - Aqui você fica bem informado!

Luísa Sonza desabafa sobre polêmica envolvendo Carlinhos Maia e Whindersson Nunes  - A cantora Luísa Sonza decidiu falar pela primeira vez sobre a polêmica briga entre Carlinhos Maia e Whindersson Nunes, que tiveram uma discussão acalorada e aos olhos dos fãs nas redes sociais.  Ela fez um desabafo em seu Instagram após receber uma mensagem tensa do marido, Whindersson -- que está em depressão.
Luísa falou ainda sobre a depressão de Whindersson, que piorou após a briga com Carlinhos, e disse que ficou perplexa com tanta história inventada. A cantora também negou que tenha sido chamada por Carlinhos e Lucas para ser madrinha do casamento deles. (Fonte: UOL).

Papa nomeia mulheres para cargos-chave no Vaticano  - O Papa Francisco nomeou quatro mulheres como consultoras na secretaria-geral do Sínodo dos Bispos, considerado um departamento chave no Vaticano, nesta sexta-feira (24). É a primeira vez que mulheres ocupam este cargo na Igreja Católica, informou a Santa Sé, desde que o sínodo foi fundado, há mais de 50 anos.
O Sínodo é uma assembleia de bispos que representam o conjunto de todos os bispos da Igreja Católica e tem a missão de ajudar o Papa no governo da Igreja. (Fonte: G1).

Idosa morre após médicos repassarem plantão para estudante - Na cidade de Santo Antônio da Barra, no sudoeste de Goiás., dois médicos e um estudante de medicina estão sendo investigados pela morte de uma paciente. A médica responsável pelo plantão teria contratado outro colega para trabalhar por ela, que por sua vez passo a função a um estagiário e que foi embora antes do horário.
O caso aconteceu no último dia 15 de maio no centro de saúde da cidade. Uma mulher de 75 anos deu entrada na unidade passando mal, mas não havia ninguém para fazer o atendimento e acabou morrendo. Ao tomar conhecimento do caso, a prefeita de Santo Antônio da Barra exonerou a médica responsável pelo plantão. 

A Polícia informou que está investigando o caso e ainda vai ouvir testemunhas. Se ficar comprovado que houve negligência, os envolvidos podem responder por homicídio culposo.(Fonte: G1)

Repórter da Record é afastado após ser acusado de assédio sexual - A Record afastou, nesta sexta-feira, o repórter Gérson de Souza, do programa 'Domingo Espetacular', após ter sido denunciado por 12 mulheres de assédio sexual. Segundo o portal UOL, ele permanecerá afastado até o dia 10 de julho, quando entra de férias. A emissora só tomará novas decisões depois que o inquérito policial terminar. 
Nesta quinta-feira, duas jornalistas foram à Polícia Civil de São Paulo para denunciar o repórter. Hoje, mais dez funcionárias da Record foram a delegacia para denunciá-lo também. (Fonte:O DIA ). 

Obrigado pela audiência

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Sede de projeto ‘Coração Suburbano’ de Elymar Santos é invadida.

'Ninguém é obrigado a continuar como ministro meu', diz Bolsonaro.

Justiça bloqueia R$ 3,57 bilhões do MDB, PSB, políticos e empresas.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) determinou o bloqueio de mais de R$ 3,57 bilhões, incluindo valores e bens dos partidos MDB e PSB, de empresas, políticos e outros indivíduos. Cabe recurso da decisão. 
Justiça bloqueia R$ 3,57 bilhões do MDB, PSB, políticos e empresas.
O bloqueio abrange R$ 1.894.115.049,55 do MDB, de Valdir Raupp (MDB-RO), da Vital Engenharia Ambiental, de André Gustavo de Farias Ferreira, de Augusto Amorim Costa, de Othon Zanoide de Moraes Filho, Petrônio Braz Junior e espólio de Ildefonso Colares Filho; e mais R$ 816.846.210,75 do PSB. O deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), por sua vez, teve  R$ 333.344.350,00 bloqueados. 

Também foi alvo da decisão o senador Fernando Bezerra (PSB-PE) que, junto com o espólio de Eduardo Campos, político do PSB já falecido, teve bloqueados R$ 258.707.112,76.

Os bloqueios foram pedidos pelo Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de uma ação de improbidade administrativa ainda inconclusa que trata de desvios na Petrobras investigados pela Lava Jato.

Pela decisão, o bloqueio visa "garantir a efetividade do resultado final da ação – em que apurada a existência de um amplo esquema criminoso, com prejuízos expressivos para toda a sociedade". 

Em relação aos partidos políticos, a força-tarefa da Lava Jato e a Petrobras pediram que o bloqueio não alcance as verbas repassadas por meio do fundo partidário que, pela lei, são impenhoráveis.

A medida concedida pelo TRF4 diz respeito a dois esquemas de corrupção: um envolvendo contratos vinculados à Diretoria de Abastecimento da Petrobras com a construtora Queiroz Galvão; outro correspondente ao que seria o pagamento de propinas no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito encarregada de apurar os fatos, para acobertar o esquema instaurado pelas empreiteiras e ex-dirigentes.

A Justiça pediu ainda o bloqueio de R$ 107.781.450,00 do espólio de Sérgio Guerra; R$ 200.000,00 de Maria Cleia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha; R$ 162.899.489,88 de Aldo Guedes Álvaro e 3% do faturamento da Queiroz Galvão.

Outro lado 

O MDB disse, por meio de nota, que o bloqueio não se refere ao MDB Nacional, que não é parte no processo. "A decisão é para o MDB Rondônia. Pela legislação, os diretórios estaduais do partido são financeiramente e judicialmente autônomos, inclusive sendo pessoas jurídicas distintas”.

O PSB disse que o bloqueio se mostra “indevido, precipitado e exorbitante”. O partido diz que a única acusação contra si “baseia-se na suposição de que as doações eleitorais recebidas durante a campanha eleitoral de 2010, e regularmente declaradas à Justiça Eleitoral, consistiriam em vantagem ilícita para a campanha de reeleição de Eduardo Campos ao Governo do Estado de Pernambuco”.

O partido acrescenta que o Supremo Tribunal Federal (STF) “já rejeitou denúncia contra o senador Fernando Bezerra exatamente por esses mesmos fatos, a indicar que o resultado dessa ação também será pela improcedência”.

A legenda diz ainda prestar seu “total apoio às investigações, confiando que a condução isenta e equilibrada da apuração resultará no pleno esclarecimento dos fatos, isentando o partido e o ex-governador e ex-presidente do PSB Eduardo Campos - que infelizmente não está mais entre nós para se defender - de qualquer acusação”.

Por meio de nota, Fernando Bezerra disse que as acusações na ação de improbidade não se sustentam e que os mesmos fatos já foram alvo de uma denúncia arquivada pelo STF em dezembro do ano passado, “ante o reconhecimento de que as provas não eram suficientes para justificar nem sequer o início de uma ação penal contra o senador”. O parlamentar acrescentou já ter recorrido da decisão provisória do TRF4 e que as acusações contra ele já estariam prescritas.

Sobre o bloqueio, o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) disse ter ficado “surpreso pelo absurdo”. Ele acrescentou que “esse caso já foi rejeitado pelo STF. Confiamos na Justiça para que possamos esclarecer esses fatos. A verdade prevalecerá”.

O ex-senador Valdir Raupp (MDB-RO) disse que a decisão da Justiça Federal se refere a uma doação eleitoral feita ao diretório regional do MDB/RO e não a sua pessoa. "Esta doação consta na prestação de contas feitas à Justiça Eleitoral, em 2010. Trata-se, portanto, de um tema já esclarecido e que  os advogados irão tomar as medidas judiciais necessárias". 

A Queiroz Galvão disse que não comentará a decisão judicial.

A Agência Brasil tenta contato com os demais citados.

Juíza manda Bolsonaro pagar R$ 10 mil a Maria do Rosário; Edema pulmonar matou modelo em desfile da SPFW + Notícias.

Bom dia! Hoje é sexta-feira, dia 24 de maio. 

Edema pulmonar matou modelo em desfile da SPFW -  Uma doença no coração não diagnosticada em vida provocou um edema pulmonar agudo que matou o modelo Tales durante desfile na 47ª São Paulo Fashion Week (SPFW), na Zona Oeste da capital. Essa é a provável causa da morte do modelo de 25 anos, ocorrida no dia 27 de abril, segundo laudo necroscópico obtido pelo portal G1. O documento ainda descarta a presença de drogas e álcool no organismo do rapaz.
O laudo será levado agora ao 91º Distrito Policial (DP), para ser anexado ao inquérito que investigava morte suspeita a esclarecer. Falta ouvir o depoimento do agente do modelo, para depois concluir a investigação e enviá-la à Justiça. Mas como, até este momento, não há indícios de crime, o mais provável é o que o caso seja considerado uma fatalidade e arquivado.

Segundo cópia do exame feito pelo Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Técnico-Científica, Tales tinha uma cardiopatia que talvez nem ele soubesse que possuía. Cardiopatia é o nome genérico para algum problema cardíaco. A cardiopatia pode provocar o edema pulmonar, acumulando líquido nos pulmões, segundo os médicos que analisaram o laudo do IML.
Polícia investiga queda de criança do quinto andar de prédio - A polícia está investigando o caso de uma criança de 4 anos que caiu do quinto andar de um prédio na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, no Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo. A menina sobreviveu, pois, foi amortecida por um carro que estava entrando no edifício.

Segundo informações do portal 'G1', enquanto a criança era socorrida, a mulher estava trancada sozinha no apartamento e os bombeiros tentaram negociar a saída dela. Por volta das 2h30, a mãe colocou fogo nas cortinas da casa. O policial militar Daniel César disse que, quando os bombeiros tentaram entrar no apartamento para evitar o incêndio, a mulher pulou pela janela.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, mãe e filha foram trazidas para o Hospital das Clínicas. A criança teve ferimentos leves por conta do impacto contra o para-brisa do carro na hora da queda. A mãe estava inconsciente quando foi resgatada, mas o hospital diz que ela não corre risco de morte.
Juíza manda Bolsonaro pagar R$ 10 mil a Maria do Rosário por ofensas - A juíza Tatiana Dias da Silva Medina, da 18ª Vara Cível de Brasília, fixou um prazo de 15 dias para que o presidente Jair Bolsonaro pague 10.000 reais de indenização à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) por ofensas contra ela. Conforme decisão da magistrada, o presidente também terá de se retratar em um jornal de grande circulação e nas redes sociais.

Em fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um recurso da defesa de Jair Bolsonaro contra a condenação por danos morais. Procurado, o Palácio do Planalto não se manifestou até a publicação deste texto.
STM solta nove envolvidos em caso de músico morto no Rio de Janeiro - O plenário do Superior Tribunal Militar decidiu, por 12 votos a 2, soltar nove militares do Exército que estavam presos preventivamente por terem disparado tiros contra o carro em que estava o músico Evaldo Rosa dos Santos, em Guadalupe, na zona oeste do Rio de Janeiro. O veículo foi atingido por mais de 80 tiros e Evaldo, de 51 anos, morreu na hora. Também baleado, o catador Luciano Macedo, que passava pelo local, morreu dias depois.

Os nove militares do Exército  estão presos desde 8 de abril, dia seguinte ao ocorrido. Após a Justiça Militar ter confirmado a prisão preventiva, eles entraram com um habeas corpus no STM, no qual pediram para ser soltos. Desde então, eles se tornaram réus no caso, junto com mais 3 militares soldados. Todos os 12 vão responder por homicídio qualificado, tentativa qualificada de homicídio e omissão de socorro. Pela decisão do STM, nenhuma medida alternativa à prisão deve ser imposta enquanto eles aguardam em liberdade o desfecho da ação penal militar. 

Obrigado pela audiência