Caso Ana Paula ganha nova versão; Polícia de Campos, RJ, concede coletiva nesta quarta-feira.

Assunto: Ocorrência Policial em Campos dos Goytacazes.
Caso da jovem Ana Paula Ramos tem nova versão.

Universitária é baleada no Prq. Rio Branco, em Campos, RJ

Um suposto assalto com um final trágico. Essa foi a primeira informação que começou a circular pelas redes sociais depois que uma jovem deu entrada no Hospital Ferreira Machado, na cidade de Campos dos Goytacazes, no interior do Rio de Janeiro, pouco depois de ser alvo de três tiros no início da noite do último sábado (19/08), na Rua Comendador Pinto, na Praça do Parque Rio Branco.

Mas este caso, que ainda está sendo investigado pela Polícia Civil, ganhou uma nova versão nas últimas horas. A polícia agora trabalha com a suspeita de envolvimento da cunhada de Ana Paula no crime — nesta versão — a cunhada teria contratado os assassinos.

Cabe ressaltar que, por enquanto, todas as informações que circulam pelas redes sociais e também pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, não são de fontes oficiais. O titular da 146ª Delegacia Policial de Guarus, Luis Maurício Armond, que é responsável pela investigação, ainda não deu seu posicionamento sobre o caso. Mais informações oficiais sobre o crime serão dadas em entrevista coletiva, que deve ocorrer nesta quarta-feira (23), às 11 horas da manhã.
Caso Ana Paula ganha nova versão; Polícia de Campos, RJ, concede coletiva nesta quarta-feira.

Primeira versão: latrocínio — roubo seguido de morte

As informações preliminares davam conta que Ana Paula Ramos estava andando pela praça do Parque Rio Branco, quando um suspeito em uma bicicleta chegou, anunciou o assalto e tentou levar o aparelho celular da vítima. Ana Paula reagiu e foi atingida por disparos. 

Porém, posteriormente, relatos davam conta que Ana Paula não teria reagido ao assalto. A universitária teria até entregado seu celular aos criminosos e tentou sair do local, mas um dos bandidos disparou três vezes contra a estudante.

Segunda versão: cunhada encomendou morte de Ana Paula

Assim que a polícia capturou os suspeitos, o crime passou a ser tratado como homicídio qualificado e começaram a circular pelas redes sociais novas informações dando conta que a cunhada de Ana Paula Ramos pagou R$2.500,00 a dois criminosos para matar a universitária e simular o assalto. 

O jornal local, "Campos24Horas", noticiou reviravolta no caso do assassinato da universitária Ana Paula Ramos. Segundo a publicação, a cunhada da vítima é suspeita de ser a mandante do crime. 

Ainda de acordo com o jornal, a cunhada de Ana Paula pagou adiantado R$ 2 mil, o restante do dinheiro (R$ 500,00) foi entregue no dia crime. A quantia foi levada na simulação do assalto e quitou o pagamento pelo crime.

Prisão dos suspeitos

A polícia já prendeu três suspeitos. Dois participaram do suposto assalto e outro, teria intermediado a contratação do homicídio. Um dos suspeitos se feriu durante a fuga e foi levado para o Hospital Ferreira Machado e depois do atendimento foi levado para delegacia. Outro foi preso na praia de Santa Clara, em São Francisco de Itabapoana e o terceiro envolvido estava no Parque Santa Clara, em Guarus.

Morte cerebral da universitária Ana Paula Ramos

A assessoria de comunicação do Hospital Ferreira Machado confirmou a morte da estudante de marketing Ana Paula Ramos na manhã desta terça-feira (22/08).  

Ana Paula estava com casamento marcado para o dia 21 de outubro. A morte da jovem comoveu a cidade de Campos dos Goytacazes.

Comentários

Veja também

Luan Santana quer trocar sertanejo pelo rock.