Moranguinho, mulher de 'Naldo', nega rumores de boate nos EUA.


Parece que o cantor Naldo, que faz atualmente muito sucesso com o hit "Amor de Chocolate", não estaria vivendo uma relação amorosa embalada nesse ritmo com sua mulher, Ellen Cardoso, mais conhecida como "Mulher Moranguinho". É que segundo o jornal Extra, o casal protagonizou um barraco em uma boate em Nova York, nos Estados Unidos, por conta de ciúmes.

Segundo a publicação, a confusão teve início depois que o cantor reclamou da transparência da roupa da moça. Irritado, ele começou a sensualizar na pista de dança com os amigos, para provocar a mulher, levantando a camisa enquanto requebrava. Então, cansada de ser ignorada pelo marido, Moranguinho resolveu dar o troco: tirou a blusa e o sutiã fazendo topless na casa noturna. O furdunço foi geral. "Ele a segurou pelo braço e começou a gritar com ela. Estava muito nervoso, enfurecido", relatou um brasileiro que estava no lugar. Ao ser repreendida pelo marido, Moranguinho tentou argumentar: "Se você pode, eu também posso".

Ainda de acordo com o jornal, pessoas próximas do casal, disseram que não é a primeira vez que Naldo perde a cabeça por ciúme. Moranguinho já se queixou do comportamento controlador do cantor, que a proíbe de trabalhar. Na última sexta-feira, Naldo se apresentou na festa de 15 anos de Lara, filha de Fausto Silva, em São Paulo.

Nesta segunda-feira, Ellen Cardoso, a "Mulher Moranguinho", entrou em contato com a "Retratos da Vida" para dizer que a última vez que esteve em NY foi há um ano. Ela informou que há um mês esteve em Miami, nos EUA, com o marido, Naldo, para uma participação no Brazilian Day. "Fomos no dia 16 de março, chegamos lá dia 27 (dia do evento), e voltamos no dia seguinte. Não fui a nenhuma boate e jamais tiraria a roupa em público. Isso nunca aconteceu. Acho que a minha felicidade incomoda muita gente", defende-se Ellen. (Com informações do jornal Extra).

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.