Bactéria em Toddynho pode causar vômitos, náuseas e diarreia.


Consumidor - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reuniu com os representantes da fabricante do Toddynho, a Pepsico, após o anúncio de que 8.810 unidades do produto estavam contaminadas com a bactéria Bacillus Cereus, que provoca intoxicação alimentar. A agência solicitou à vigilância sanitária de São Paulo que seja feita uma inspeção na fábrica do produto, em Guarulhos. De acordo com a Anvisa, essa inspeção e a análise da documentação apresentada pelo fabricante serão importantes para definir se há necessidade de alguma ação complementar.

Durante o encontro foram apresentadas as medidas adotadas pelo fabricante para retirar o produto do mercado e informar os clientes que o lote L15 51 não deve ser consumido. Segundo a empresa, o lote foi distribuído apenas para o estado do Rio Grande do Sul. Uma falha na vedação da conexão entre dois tubos na fábrica da bebida achocolatada provocou a contaminação do produto por Bacillus Cereus. O problema foi identificado pelo controle de qualidade da empresa. A Anvisa destacou que esta bactéria está presente no meio ambiente, mas quando ingerida em alimentos pode levar a quadros de vômitos, náuseas e diarreia.


A Pepsico garantiu que vai alertar a população por meio da televisão, rádio e jornais, mas o enfoque será no estado do Rio Grande do Sul. O consumidor que tiver adquirido um produto do lote atingido por esse recall não deve consumi-lo e deve entrar em contato com a empresa para realizar a troca ou reembolso do produto. A solicitação pode ser feita gratuitamente pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) 0800-7032-222, das 8h às 20h, ou pelo e-mail sac@pepsico.com. Em casos de dúvidas, os consumidores podem entrar em contato com a Anvisa pelo telefone 0800-6429-782. Com informações do jornal Extra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.