Pular para o conteúdo principal

Arara-canindé e jabuti-tinga serão reintroduzidos no Parque da Tijuca.

A arara-canindé (Ara ararauna) e o jabuti-tinga (Chelonoides denticulada), também conhecido como jabuti-amarelo, serão reintroduzidos no Parque Nacional da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, no ano que vem. Essa será mais uma etapa do projeto Refauna Tijuca, feito em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que busca recolocar espécies que já foram nativas da floresta carioca, mas que desapareceram do local.
Arara-canindé e jabuti-tinga serão reintroduzidos no Parque da Tijuca.
O projeto começou em 2010, com a reintrodução de cutias (Dasyprocta leporina). Em 2014, começou a reintrodução de macacos bugios (Alouatta guariba).

A previsão em 2019 é reintroduzir no parque 60 jabutis e 20 araras. As araras-canindé, aliás, desapareceram da floresta da Tijuca há mais de 200 anos e atualmente não existem exemplares da espécie na natureza no estado do Rio de Janeiro.

Parte dos espécimes usados no projeto será doada pelo Jardim Zoológico do Rio de Janeiro. A outra parte vem de apreensões de animais silvestres, cuja venda só é permitida sob autorização das autoridades ambientais.

A Floresta da Tijuca foi devastada ao longo dos séculos 17 e 18 para a extração de madeira e plantações, principalmente de café. Como seu desmatamento provocou problemas no abastecimento de água na cidade, uma vez que a floresta abriga importantes mananciais, o imperador Pedro II desapropriou as fazendas e determinou o reflorestamento do maciço da Tijuca.

Ao longo dos anos, desapareceram da Floresta da Tijuca espécies como a onça-pintada, a anta, o muriqui, a jaguatirica, o porco-do-mato e o mico-leão-dourado.

Além de promover a volta dos animais à floresta, o projeto é importante para manter o ecossistema do parque. “Muitas espécies se extinguiram localmente no processo de destruição e recuperação dessa floresta. Apesar de estruturalmente parecer uma floresta saudável, temos o que se chama de uma floresta vazia, onde a falta de animais importantes para a dispersão de sementes pode condenar muitas espécies vegetais ao desaparecimento a médio e longo prazo", afirma o chefe do Parque Nacional da Tijuca, Ernesto Viveiros de Castro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Embora persista com o discurso mais amenizador no tocante a pandemia do novo coronavírus que já matou mais de 100 mil brasileiros,  a aprovação do presidente Jair  Bolsonaro subiu de 32% para 37%; 27% avaliam como "regular"; 34%, como "ruim/péssimo"; e 1%, "não sabe/não respondeu", esse é o resultado de uma pesquisa Datafolha publicada no site do jornal "Folha de S. Paulo". 
Segundo a pesquisa, essa é a melhor avaliação de Bolsonaro desde o começo do mandato. 
Ouça este podcast:

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?

O mundo tem sofrido muitas mudanças. Por conta destas mudanças, muitos acreditam que a segunda vinda de Jesus Cristo está bem próxima. Será que já estamos vivendo o Apocalipse bíblico? Bom! De tudo que já ouvi até hoje, apenas uma coisa é certa. A morte chegará em algum momento para cada um de nós, e não poderemos fazer nada. Ela poderia ser o fim, mas para quem crê, a morte é um novo começo ao lado de Deus.

Fim do mistério! Vídeo Som de trombetas vindo do céu em Jerusalém.

Recentemente fiz um post, que você pode ler na íntegra neste (link) comentando uma notícia falsa de que a Nasa tinha confirmado uma catástrofe no Brasil. Agora vou falar sobre um vídeo, intitulado: "Som de trombetas no céu de Israel", que foi publicado no Youtube no inicio do mês de outubro e já tem mais de 150 mil visualizações.

Lei sobre ‘chip da besta’ desrespeita à Constituição, diz PGL.

Cientista choca ateus ao confirmar que a oração tem o poder de curar doenças?

Papa Francisco vai visitar Congregação…

Você está no Cadastro Único do Governo Federal.

Os últimos dias têm sido difíceis para milhões de brasileiros devido a pandemia de coronavírus, que assola o mundo. Vivemos momentos de incerteza e diferente daqueles que tem condições de receber um tratamento adequado em caso de contaminação e até uma possível complicação do quadro desencadeado pela Covid-19, que pode ser fatal, sabemos que o sistema de saúde pública não terá condições de suportar uma demanda alta. E é por isso que somos obrigados a ficar em casa de quarentena.  Mas, além da Covid-19, temos outro problema. Como se manter durante a quarentena? Então! Eis que uma pequena luz se acende. Só que, ao que parece, esse auxílio ainda não chegou a milhões de famílias. Pais de família e donas de casa, trabalhadores informais e desempregados que todos os dias acessam o sistema e se deparam com uma mensagem que avisando: Você está no Cadastro Único do Governo Federal.As condições para recebimento do Auxílio Emergencial serão avaliados com os seus dados do Cadastro Único. Lembram…