Vídeo de Bolsonaro contra Jean Wyllys é falso, diz polícia.

STF mantém Renan Calheiros na presidência do Senado.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Vocalista da banda Ultraje a Rigor NÃO pediu perdão por ter lutado contra ditadura.


Vocês lembram de um texto sobre a ditadura que foi atribuído a Miriam Leitão? Era uma carta onde supostamente a jornalista pedia desculpas por ter lutado contra a ditadura militar. Se você não lembra, clique aqui . Então! Agora vamos voltar a falar do mesmo texto, mas o autor seria Roger Moreira,  vocalista da banda de rock  Ultraje a Rigor

No texto atribuído a Roger Moreira foi retirado apenas a parte onde supostamente Miriam Leitão dizia estar grávida."Lutei contra a ditadura, sim! Tomei borrachadas, grávida com 18 anos, engoli gaz lacrimogênio, corri da cavalaria na Av. São João em direção à Praça Antonio Prado e à Praça da Sé… Eu peço perdão ao Brasil pela porcaria que fiz… Deveria ter ficado em casa...," diz um trecho da carta, que circula pela internet.

Porém este texto NÃO foi escrito por Roger Moreira. Veja o que disse o vocalista sobre os rumores de que o texto é de sua autoria: "Embora eu concorde, esse texto não é meu."
Segundo informações, o autor da carta se chama Rogério Moreira. O desabafo teria sido publicado pelo jornal "Diário de São Paulo" em 28 de maio de 2013.


Conclusão: Assim como ocorreu com Miriam Leitão, está história de que Roger Moreira publicou carta pedindo perdão por ter lutado contra a ditadura é BOATO.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.