Eu apoio Notícias do Momento

Boatos marcam disputa entre Crivella e Freixo pela prefeitura do Rio.

Além de uma disputa política, o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, tem que superar uma série de boatos envolvendo seu nome durante o segundo turno na disputa pelo cargo de prefeito do Rio de Janeiro.

Recentemente desmentimos dois boatos envolvendo Freixo. O primeiro (leia aqui) diz que o candidato estaria defendendo bandidos. "Quando for assaltado, aceite, pois o bandido é vítima," a frase foi atribuída ao candidato do PSOL. O segundo diz que Freixo escolheu o deputado federal Jean Wyllys para ser secretário municipal de Educação, caso seja eleito (leia aqui).

Tem outros boatos contra Marcelo Freixo circulando pela web e nos aplicativos de mensagens. Um deles diz que a ex-presidente Dilma Rousseff será secretária de “finanças” de Freixo. Também circula no WhatsApp um áudio em que alguém imitando a voz de Freixo faz críticas aos taxistas, como informou o jornal O Globo.

"Gleisi Hoffmann promete: vou ESMAGAR Moro". Será?

Por outro lado, o candidato Marcelo Crivella também tem sido alvo de boatos que circulam pelas redes sociais, um deles diz que o candidato do PRB afirmou que  “os negros só gostam de cachaça, prostíbulo e macumba" - leia aqui - também tem um boato que diz que o bispo Edir Macedo, tio de Crivella, vai controlar a cidade do Rio de Janeiro. 


Diante de tantas informações falsas, é possível que os dois candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro acionem a Justiça Eleitoral e a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.