Brasil - Mundo - Atualidades - Política - Famosos - TV - Tecnologia

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Garrafão de água vencido é problema de quem?


O consumidor é sempre o último a ficar sabendo. Você vai comprar água mineral e de repente é surpreendido com aviso, seu garrafão está fora da validade. Portanto, inadequado, e aí quem tem que pagar o preço e você, que sem escolha paga, pois, afinal, é quem que vai ficar com sede. Todos sabem que o consumo de água é importantíssimo para vida, pois ela esta presente em 99% do que consumimos.

Casas, escritórios, hospitais, escolas, consultórios... em todos os lugares hoje se utilizam os garrafões de 20 ou 10 litros de água, e de acordo com a regulamentação essas embalagens retornáveis tem prazo de validade de três anos. Sabemos que o objetivo principal dessa medida é garantir a qualidade da água, pois, após o prazo há um grande risco de contaminação pelo desgaste do produto no transporte e estocagem.

Mas uma coisa não está certa. O consumidor final é quem paga, pois muitos garrafões que estavam para vencer foram comercializados rapidamente e sem saber da nova regra quem comprou a mercadoria com data anterior a janeiro de 2004, não conseguiu trocar por outro, o IDEC criticou a regulamentação porque não foi definido quem deve recolher os garrafões vencidos. Nesse caso o fabricante ou comerciante.

É preciso que se chegue a um consenso da retirada dos vasilhames antigos de forma gradual. Primeiro recolhendo os garrafões e depois os responsáveis fazendo uma triagem tirando de circulação os vencidos, sem onerar ou prejudicar o consumidor final.

Vamos aguardar o resultado da audiência pública que vai discutir na Câmara a regulamentação do uso de garrafões retornáveis de água mineral (10 e 20 litros). Os deputados vão discutir o impacto de duas portarias que tratam do tema (387/08 e 358/09), ambas do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

Temos que ficar de olho, pois o que mais tem é espertinho querendo empurrar “gato por lebre”.

Edição:Washington Luiz

Siga o Momento Verdadeiro

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para momentoverdadeiro@gmail.com.