NASA confirma tese Bíblica a Terra passará por 6 dias de escuridão?

Deu ruim! Rayanne Morais e Douglas Sampaio foram parar na DP.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Pacientes deixam corredores de hospitais e ocupam leitos na Santa Casa.


Após a Prefeita Rosinha Garotinho publicar nesta terça-feira (20) o Decreto 272/2015, que requisitou bens e serviços de saúde da Santa Casa de Misericórdia de Campos, e da entrega formal do documento, começou imediatamente um mutirão nos dois hospitais públicos municipais para que os pacientes que aguardavam internação pudessem ser transferidos para a unidade.  Segundo a Central de Regulação da Secretaria de Saúde, foram 53 regulados e 37 já internados. Os demais estão em processo de transferência.

Para o diretor do Hospital Geral de Guarus, Wilson Cabral, o ato da prefeita restabeleceu a normalidade do sistema de saúde do município, permitindo dignidade no atendimento e boas condições para os profissionais de saúde. “Gostaria de agradecer à dedicação de todos os profissionais que participaram do mutirão. Desde a tarde de terça-feira (20) até às 12h desta quarta-feira (21), conseguimos transferir só do Hospital de Guarus 31 pacientes para a Santa Casa de Campos. Os pacientes que estavam nos corredores aguardando transferência foram todos transferidos, mas eventualmente teremos pacientes no corredor, já que é por lá que as macas chegam e ali que os pacientes esperam o atendimento de emergência”,  ressaltou.

─ Essa ação da prefeitura foi fundamental, pois normalizou o fluxo de pacientes nos hospitais de emergência. Nós estávamos passando por uma situação grave, sem ter para onde transferir os pacientes. Isso estava comprometendo a qualidade do atendimento no hospital ─  afirmou o diretor do Hospital Ferreira Machado, Dante Pinto Lucas.

Ainda segundo Dante, foram transferidos do HFM 12 pacientes para a Santa Casa, três para o Hospital da Beneficência Portuguesa e oito pacientes de outros municípios, que receberam os primeiros atendimentos no HFM, já retornaram aos seus municípios de origem. 

De acordo com presidente da Fundação Municipal de Saúde, Geraldo Venancio, gestor da comissão administrativa prevista no decreto 272/2015, a situação começa a se normalizar. “Estamos normalizando a situação das transferências das nossas unidades para a Santa Casa de Misericórdia e,  agora, é continuar trabalhando no sentido reforçar o atendimento ao paciente e resguardar o interesse da população”, pontuou. 

Fonte: PMCG

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.

Ajude a manter o Momento Verdadeiro.

Recomendados para você.