Flamengo deve ou não renovar com Emerson Sheik?

Thiago Lacerda ganha indenização de R$329.000,00.

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Santa Casa de Campos suspende internações ao SUS por falta de repasse.


Campos dos Goytacazes - As internações de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), na Santa Casa de Misericórdia foram suspensas por tempo indeterminado desde a tarde desta quarta-feira (14). O motivo, de acordo com a Junta Interventora da Santa Casa, é que o hospital está sem receber nos últimos meses um repasse de cerca de 7 milhões do SUS. Sem dinheiro, a unidade não teria condições de receber novos pacientes e outros serviços também estão sendo paralisados. Essa é a segunda vez, somente no ano de 2015, que as internações são suspensas pelo o mesmo motivo. Pacientes reclamam também que o tomógrafo da unidade está quebrado.
A Santa Casa de Misericórdia de Campos enfrenta uma grave crise financeira, que já prejudica quem precisa de atendimento. Reportagem do portal de notícias da Globo, o G1 Norte Fluminense, informa  que em dezembro a unidade, que é filantrópica, passou a ser administrada por 4 interventores, que receberam do Ministério Público Estadual a missão de pensar uma forma para reduzir a dívida do hospital que chega aos 40 milhões de reais. O hospital é referência no norte do estado em cirurgias no coração. Uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), equipada com 10 leitos, também não está sendo utilizada por falta de recursos.

Em nota, o vice-prefeito e Secretário municipal de Saúde, Dr. Chicão disse que, essa semana foi liberado mais de R$ 1 milhão de reais de recursos municipais à Santa Casa de Misericórdia de Campos e, até essa sexta-feira (16), o mesmo acontecerá com o recurso federal. "Espero que a junta interventora do hospital reveja as decisões tomadas, para que não haja desassistência à população", afirmou Dr. chicão.

A Prefeitura Municipal de Campos também diz que repassou esta semana aos hospitais contratualizados à Secretaria Municipal de Saúde a quantia de R$ 3,5 milhões de recursos municipais, referentes aos serviços contratados pelas unidades. Só este ano, foram repassados R$ 105,5 milhões de recursos dos royalties e de verba federal do Fundo Nacional de Saúde. 

Tomógrafo

Sobre o tomógrafo - a Santa Casa disse que o aparelho foi consertado recentemente e o serviço custou cerca de 80 mil reais. Só que ele precisa de um ajuste na placa do motor. Um técnico deve ir ainda nesta quarta-feira concluir o serviço. O aparelho, de acordo com a unidade de saúde, é utilizado por uma média de 25 pacientes por dia.

Fonte G1

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.