Flamengo deve ou não renovar com Emerson Sheik?

Thiago Lacerda ganha indenização de R$329.000,00.

domingo, 27 de março de 2016

Deputados não votaram pelo fim da CLT é boato.


Notícia falsa. Texto que circula nas redes sociais diz que Câmara votou o fim da CLT. "Os deputados federais goianos do PMDB, PSDB, PP, PPS, PTB, PSD e PDT votaram na noite de quarta-feira, em Brasília, pelo fim da CLT – a Consolidação das Leis do Trabalho –, criadas em 1934 pelo presidente Getúlio Vargas (PTB). Com o voto dos peemedebistas e da bancada marconista, os trabalhadores goianos ficam agora sem direito ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), 13º salário e férias. Pois é disto que trata o Projeto de Lei (PL) 4330/2004, que foi aprovado  em primeira votação por 324 votos a favor, contra 137, duas abstenções, totalizando 463 votantes. Entre os deputados federais goianos, apenas Rubens Otoni (PT) não votou pelo fim da CLT ".

Sobre o Projeto de Lei 4330/2004: O projeto que trata de regras para a terceirização de trabalhadores, foi aprovado em Plenário na Câmara dos Deputados. A proposta tem alguns pontos polêmicos como, por exemplo, o artigo que permite a terceirização em qualquer tipo de atividade em empresas privadas, públicas e de economia mista.  Leia mais no Portal EBC.

Conclusão - Voltou a circular na internet um boato sobre a aprovação do fim da CLT – a Consolidação das Leis do Trabalho – pela Câmara dos Deputados. A mensagem, amplamente veiculada, só tem o objetivo de desinformar e desorganizar o debate. Está historia de que o fim da CLT foi votado na Câmara dos Deputados - é BOATO.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.