Vídeo de Bolsonaro contra Jean Wyllys é falso, diz polícia.

STF mantém Renan Calheiros na presidência do Senado.

sábado, 5 de novembro de 2016

Motorista de Uber é ameaçado de morte após ser vítima boatos na web.


O número de vítimas de boatos na internet está aumentando. Recentemente divulguei aqui o caso do serralheiro Carlos Luiz Batista (relembre). Agora vou falar de outro caso envolvendo um motorista, que trabalha no Uber. Lázaro Bruno Soares Ribeiro, de 39 anos, não pretende voltar a trabalhar no serviço de transporte. Ele foi vítima de um boato. 

Pegaram uma foto dele e divulgaram como se ele tivesse sido autor de uma tentativa de estupro contra uma passageira. A imagem de Lázaro junto com uma mensagem foi compartilhada no WhatsApp. "Gente, esse cara da Uber quase estuprou uma amiga nossa! Ao invés de levar ela onde pediu, levou ela pra uma rua escura no Fonseca...", diz um trecho da mensagem. Porém a suposta vítima nunca apareceu e também não há nenhuma reclamação contra motorista no app. 

Lázaro só ficou sabendo do ocorrido na última sexta-feira e foi para a delegacia registrar um boletim de ocorrência. "Estava com uma passageira quando meu genro me ligou e disse o que tinha visto na internet. Não pensei duas vezes e segui direto para a delegacia (72ªDP)".  O motorista do aplicativo Uber conta que chegou a ser ameaçado por traficantes do Fonseca, em Niterói, e hoje tem medo de andar pelas ruas. "Eles disseram que me matariam se eu rodasse naquela região".

O caso foi registrado na 72ª Delegacia Policial como crime de calúnia. Agentes da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) também investigam o caso. Com informações do jornal O São Gonçalo.

Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.