BRASIL UM MARKETING ATUANTE


Não se trata de sensacionalismo, mais realidade. Todo governo tem seus erros e acertos e não seria diferente o atual. Amigos nada contra nosso popular e respeitado presidente, entretanto algumas iniciativas são questionáveis.

Hoje somos considerados no exterior e galgamos alguns patamares nessa jornada, entretanto continuamos como terceiro mundo, por quê? Porque nunca vamos crescer se não mudarmos o modo de pensar.

Lembro-me que durante uma aula de administração na faculdade perguntei ao mestre:

Temos um dos melhores pólos universitários do mundo, nossos talentos são aproveitados no exterior e no que tange administração pública o quantitativo de escolha é bem menor pelos acadêmicos por qual motivo? Boa pergunta respondeu o mestre com duas palavras, ADMINISTRAÇÃO E SUAS PRIORIDADES.


Parei por um instante e não entendi bulufas... até que pensei em nossos maiores investimentos e suas respectivas prioridades, MARKETING ..................SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA.

No mercado publicitário, R$ 178,8 milhões é considerado um valor alto. Como comparação, a marca de sabão em pó OMO consumiu R$ 141,7 milhões no mesmo período. Os dados são do Ibope Monitor. Há também um outro dado curioso: mineradoras no mundo todo não costumam fazer publicidade, pois o seu produto (minério) não é vendido ao consumidor final.

Esse gasto com propaganda e a escolha de Nizan foram dois fatores relevantes para que azedasse a relação entre a Vale e o Palácio do Planalto, sobretudo entre o PT e a Vale.

Embora privatizada, a Vale tem participação acionária robusta de fundos de pensão das principais empresas estatais federais –esses fundos são controlados de maneira rígida por pessoas ligadas ao PT. Muitos petistas enxergaram como uma afronta ao governo no atual período pré-eleitoral o gasto de R$ 178,8 milhões em publicidade e a entrega da conta a um marqueteiro “tucano”. B. Fernando Rodrigues.

Comentários

Postagens mais visitadas