Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve

Imagem
O presidente Jair Bolsonaro apelou hoje (27) aos caminhoneiros para que não façam greve. "Reconhecemos o valor dos caminhoneiros para a economia do Brasil. Apelamos para eles que não façam greve porque todos nós vamos perder, todos, sem exceção. Agora, a solução não é fácil, estamos buscando uma maneira de não ter mais este reajuste", disse, após reunião no Ministério da Economia. Ontem (26), a Petrobras reajustou o preço médio do diesel nas refinarias em 4,4% e há especulações sobre uma greve de caminhoneiros que aconteceria na próxima segunda-feira (1º). “A Petrobras segue uma planilha, tem a ver com preço do petróleo lá fora, tem a ver com variação do dólar. Ontem foi boa notícia, o dólar baixou R$ 0,20. Estamos estudando medidas, agora, não tenho como dar uma resposta de como diminuir impacto, que, na verdade, foram nove centavos no preço do diesel”, disse, ressaltando que não interfere na política de preços da empresa. De acordo com o presidente, está em estudo a diminui

Desenvolvimento Sustentável como meta

Blogueiro, Presidente Nacional do PRB Vitor Paulo, Presidente do PRB Campos Vieira Reis

Ao abrirmos mão dos interesses privados em prol dos interesses coletivos, passamos a construção de uma obra perfeita. Quando conscientes dos desafios os cidadãos organizados passam a defender o conceito integral da cidadania, e justamente respeitando o meio ambiente, que nossa labuta tem papel fundamental na construção de uma nova nação brasileira.

Estamos vivendo dias onde somente indicar quem são os culpados pelo processo de poluição da Terra não irá mudar esse quadro preocupante que nos encontramos. Temos é que discutir as medidas urgentes que vamos tomar para começar a desaquecer o Planeta.

Nesse processo o Brasil tem uma participação importante, pois temos que cumprir metas estabelecidas de redução de emissão de gases de efeito estufa, até 2020, de 36,1% a 38,9%, ao mesmo tempo em que precisamos reduzir o desmatamento na Amazônia em 80%, também até 2020.

No setor siderúrgico vamos priorizar a utilização do carvão vegetal, e não o carvão mineral como forma também de minimizar a emissão de gases de efeito estufa. Nossa matriz energética já é considerada a mais limpa do mundo, do ponto de vista da energia elétrica, pois hoje utilizamos 80% de energia limpa.

São fatores consideráveis que colocaram nosso país numa posição de destaque na busca do desenvolvimento sustentável. O que esperávamos da COP-15 era o reconhecimento diplomático da necessidade de manter o Protocolo de Quioto, infelizmente não houve um acordo. Vamos transformar essa frustração que foi vista em Copenhague, num impulso forte e positivo.

E o povo brasileiro consciente de que os recursos naturais são finitos, tem base para atuar de forma conjunta, (executivo, legislativo, judiciário e sociedade) dando prioridade as questões urgentes como reduzir o uso das matérias primas, pois desses recursos depende não só a existência humana e a diversidade biológica, como o próprio crescimento econômico.

Dessa forma estamos nos empenhando para cumprir nossa missão, não somente na conservação do meio ambiente, mas principalmente garantirmos qualidade de vida para nós e nossas futuras gerações.

Washington Luiz – Escritor e Jornalista on-line

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?