TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Imagem
 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa. Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”. O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”. A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao rece

Meio ambiente não é moda, é VIDA!


Foram anos e mais anos desligado do tema, embora os ambientalistas tentassem avisar sobre os perigos, mas infelizmente ele não estava na MODA. Agora, estamos colhendo os frutos amargos desse descuido. E começa uma corrida intelectual para conscientizar o homem do dever de cuidar do meio ambiente.

Congressos, fóruns, reuniões e toda formação de grupos possíveis se reúnem para tratar do assunto. Falar do leite derramado.

Um absurdo! Buscar um acordo mundial para diminuir a quantidade de poluição na atmosfera. Deveríamos era ter vergonha de sugar a natureza dessa forma, e ainda diplomaticamente buscar um jeitinho para não poluir o ambiente em que vivemos.

A questão é a seguinte ou tomamos uma atitude, ou todos vamos pagar de alguma forma. Essa história das autoridades encararem a preservação do ambiente como um modismo eleitoreiro ta por fora.

Está na hora de agir e não ficar de conversa, visto que o tempo é nosso maior rival. Se gasta milhões organizando congressos para debater meio ambiente e sustentabilidade. Essa verba já poderia ser usada em medidas emergenciais de socorro a natureza.

As graves alterações climáticas, as crises no fornecimento de água devido à destruição dos mananciais é a constatação clara e cristalina de que, se não fizermos nada para mudar, o planeta será alterado de tal forma que a vida como a conhecemos deixará de existir.

Portanto amigos, já passou da hora dos países “bam... bam...bans...”, acordarem para destruição que fizeram, pois num futuro não muito longínquo todos vão sofrer as conseqüências.


Edição: Washington Luiz / Fonte: Washington Luiz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crivella disse que negro só gosta de: "cachaça, prostituição e macumba"?

Bolsonaro tem melhor avaliação desde o começo do mandato | Podcast.

Vídeo Som de trombetas no céu de Israel é real?