Beneficiárias do Bolsa Família são incentivadas a fazer teste de HIV

Vítimas constantes da infidelidade masculina e por confiarem de mais em seus parceiros na maioria dos casos, as mulheres se tornam cada vez mais vulneráveis ao vírus HIV no Brasil. A prevenção é a única forma de evitar o contágio.

Conduzida pelos ministérios da Saúde, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, o governo lança hoje (31) uma campanha para incentivar beneficiárias do programa Bolsa Família a realizar o teste de HIV. As mulheres poderão realizar os exames nos centros de Referência de Assistência Social (CRAs).

Um dos objetivos é realizar encontros e palestras de orientação sobre as formas de contágio da doença e de prevenção, além da distribuição de preservativos. As mulheres são o grande foco da campanha pois, em 92% dos registros, o benefício do programa é repassado a elas.

Na última década, o número de casos da doença entre mulheres aumentou em relação aos homens. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, a taxa de incidência de aids em mulheres com mais de 50 anos de idade passou de 5,2 para 9,9 por grupo de 100 mil habitantes. Outro dado revela que 75% delas não usam camisinha, contra 57% dos homens.

Edição: Washington Luiz – Fonte: EBC

Postagens mais visitadas