Petrobras firma parceria no setor de cana-de-açúcar


A Petrobras e a Tereos Participações Ltda. (Tereos Internacional) anunciam hoje, 30/4, uma parceria estratégica para investir na Açúcar Guarani S.A. (Guarani), subsidiária do grupo Tereos, com o objetivo de acelerar seu crescimento na indústria brasileira de etanol, açúcar e bioenergia. Além disso, serão ampliados os investimentos em tecnologia e programas de pesquisa e desenvolvimento de novas gerações de biocombustíveis.

A Petrobras, por meio da subsidiária Petrobras Biocombustível, ingressará no capital social da Guarani, e investirá, em etapas, R$ 1,6 bilhão, considerando um preço por ação de R$ 5,83. Ao final dos investimentos, obterá participação societária de 45,7% na Guarani, a quarta maior processadora de cana-de-açúcar do Brasil.

A Petrobras Biocombustível trará a expertise do grupo em distribuição, operações industriais, logística, comercialização de etanol e energia, pesquisa e desenvolvimento para a Guarani. A Tereos Internacional contribuirá para a sociedade com sua experiência no agronegócio, no processamento de cana-de-açúcar e na comercialização de etanol e açúcar. A associação atende aos objetivos comuns dos sócios de investir no crescimento da sua participação no setor sucroenergético.

A parceria torna a Guarani uma companhia bem posicionada, com papel determinante no crescimento e consolidação da indústria de processamento de cana-de-açúcar. Os investimentos terão como foco o desenvolvimento de uma nova geração de biocombustíveis e a cogeração de energia (geração simultânea de eletricidade e energia térmica a partir de uma mesma fonte).

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, considera que “em cumprimento ao Plano de Negócios da Petrobras, este é um movimento significativo no setor de biocombustíveis para a consolidação da Companhia como uma empresa de energia, de modo sustentável, tendo em vista que contribuirá para o atingimento das metas de produção de etanol da Petrobras Biocombustível”.

Para Miguel Rossetto, presidente da Petrobras Biocombustível, “a opção de investir de forma relevante na Guarani levou em conta a qualidade operacional e de gestão da empresa, que possui tradição no setor e práticas compatíveis com as exigidas pela Petrobras; a localização no Estado de São Paulo, maior mercado consumidor e produtor de etanol do Brasil, o que favorecerá a logística e a sinergia com o Sistema Petrobras; a oportunidade de participar conjuntamente nas decisões estratégicas; e o projeto de crescimento da empresa, investindo na produção de etanol”.

De acordo com Alexis Duval, diretor internacional da Tereos, “é um privilégio a Guarani ter sido escolhida pela Petrobras, uma das mais respeitadas entre as principais empresas de energia do mundo. O acordo consolida a forte posição que construímos no Brasil através da Guarani e reforça significativamente a posição da Tereos Internacional no setor de cana-de-açúcar e o seu vínculo ao Brasil, um mês depois da sua criação ter sido anunciada. A parceria cria uma plataforma fantástica para consolidar uma posição de liderança na indústria”.

Para Jacyr Costa Filho, CEO da Guarani, “este acordo conjunto com a Petrobras abre uma nova era de crescimento para a Guarani. Unindo forças com uma das maiores companhias de energia do mundo, a Guarani terá recursos e know-how para ser um player global, líder no mercado, em rápido crescimento, de bioenergia”.

Acordo de Investimento

O Acordo de Investimento estabelece que a Petrobras Biocombustível ingressará no capital social da Guarani, em três etapas:

1) Investimento inicial da Petrobras Biocombustível, de R$ 682 milhões, via aumento de capital na Cruz Alta Participações S.A. (Cruz Alta), controlada pela Guarani;

2) Conforme divulgado no Fato Relevante da Guarani de 28/03/2010, o Grupo Tereos decidiu contribuir seus ativos de cana-de-açúcar do Oceano Índico e seus ativos de amido da Europa, juntamente com a Guarani, para a Tereos Internacional. Em razão desta transação, as ações da Guarani serão incorporadas pela Tereos Internacional e a Guarani terá seu capital fechado. Em seguida a Petrobras Biocombustível substituirá suas ações da Cruz Alta por participação societária inicial de 26,3% na Guarani;

3) Dentro de um período máximo de cinco anos, a Petrobras Biocombustível investirá adicionais R$ 929 milhões, via aumento de capital, de forma a atingir a participação societária de 45,7%.

Adicionalmente, a Tereos terá a opção de investir até R$ 600 milhões, via aumento de capital, na Guarani dentro de um período de 12 meses após o ingresso da Petrobras Biocombustível na Guarani.

A Petrobras Biocombustível, por sua vez, também terá o direito de realizar investimentos adicionais, via aumento de capital, que lhe confiram uma participação de, até, 49% na Guarani.

Essa associação fortalecerá o balanço da Guarani, gerando recursos para desempenhar um papel de líder na consolidação do setor sucroenergético.

Governança

A governança da Guarani será equilibrada entre os sócios. O Conselho de Administração da Guarani será composto por seis membros, três deles sendo designados pela Tereos Internacional e os outros três pela Petrobras Biocombustível. O presidente do Conselho de Administração será designado pela Tereos Internacional, assim como o diretor-presidente e o diretor financeiro. Por sua vez, o diretor industrial e o diretor de investimentos e portfólio serão indicados pela Petrobras Biocombustível. Jacyr Costa Filho continua sendo diretor-presidente da Guarani, seguindo a implementação do Acordo de Investimento.


Sobre a Petrobras

A Petrobras é uma empresa integrada de energia, líder no setor petrolífero brasileiro e mundial em exploração e produção de petróleo e gás natural em águas ultra-profundas. Atua em 29 países nos segmentos da indústria de petróleo, gás natural e energia. O Plano de Negócios 2009 – 2013 prevê investimentos de US$ 174 bilhões no período.

Na área de biocombustíveis a Petrobras irá investir US$ 2,8 bilhões no período de 2009-2013 para expandir a produção em etanol e biodiesel, sobretudo no Brasil, a fim de responder ao crescimento do mercado doméstico e à demanda global de biocombustíveis. Em cumprimento ao Plano de Negócios da Petrobras, este é um movimento significativo para a consolidação da Companhia como uma empresa de energia, de modo sustentável, tendo em vista que trará um aumento expressivo em sua produção de etanol.

Sobre a Guarani

A Guarani é um dos atores mais importantes do etanol e da indústria do açúcar brasileiros. O principal negócio da empresa é o processamento de cana-de-açúcar para produzir etanol, energia e açúcar. É a quarta maior processadora de cana-de-açúcar, um dos principais produtores de etanol e o quarto maior produtor de açúcar do Brasil, com capacidade de moagem estimada em 17,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2010/11. A Guarani possui sete unidades industriais, das quais seis estão localizadas no Brasil, na região noroeste do estado de São Paulo, e uma em Moçambique. Seu modelo de negócio é baseado na localização privilegiada de suas plantas, o abastecimento de matérias-primas, principalmente de fornecedores terceiros, o foco em produtos de alto valor agregado e a especialização de suas plantas para atender às demandas do mercado. A Guarani acredita na importância de ações positivas nas áreas social e ambiental.

Sobre a Tereos

Tereos é um grupo de cooperativas agro-industriais especializado no processamento primário de beterraba, cana-de-açúcar e cereais. Graças a um compromisso entre 12.000 agricultores franceses que são seus sócios cooperados, o Grupo Tereos tem se expandido consideravelmente nos últimos vinte anos, aumentando em 50 vezes sua produção total de açúcar, amido e álcool/etanol. Essa expansão faz com que Tereos responda aos desafios do mercado internacional e da volatilidade dos preços das commodities. Cerca de 900.000 hectares de terras cultivadas fornecem matéria-prima para 33 plantas de produção na Europa, América do Sul e África. A Tereos conta com uma força de trabalho de 13.500 funcionários permanentes envolvidos na produção e processamento de beterraba, cana-de-açúcar e cereais, alcançando uma vasta variedade de açúcares, amidos e bioetanol, juntamente com produtos secundários para uso em nutrição animal e geração de energia. Graças à sua habilidade de antecipar futuros desenvolvimentos, sua experiência, habilidade tecnológica e conhecimento de seus mercados, Tereos é atualmente um dos líderes mundiais nas suas áreas de atuação. Em linha com sua visão de longo prazo para a agricultura, a Tereos cria valor a partir dos recursos naturais que processa enquanto reduz o impacto ambiental e oferece aos funcionários um agradável ambiente de trabalho.

Em 28 de março de 2010, foi anunciada a criação de Tereos Internacional, que será uma líder global em ingredientes alimentícios e bioenergia. A companhia é resultado de uma decisão da Tereos, companhia cooperativa francesa, de contribuir seus ativos de cana-de-açúcar do Oceano Índico e seus ativos de amido da Europa, juntamente com a Guarani, para a Tereos Internacional no Brasil. A empresa recém-criada tem vendas US$ 2,5 bilhões e EBITDA de US$ 366 milhões (pro-forma de 2009).

Edição: Washington Luiz / Fonte: Agência Petrobrás

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PF deflagra 59ª fase da Operação Lava Jato.

Toffoli determina votação secreta na eleição do Senado.