Bruno premeditou a morte de Eliza no intervalo da Copa, afirma o delegado

Foto:Carlos Rhienck - Hoje em Dia/AE

Edson Moreira, delegado que preside o inquérito do desaparecimento de Eliza Samudio, afirmou que a morte da ex-amante do goleiro Bruno Fernandes foi premeditada pelo atleta.

De acordo com Edson, ele utilizou o intervalo de folga do Campeonato Brasileiro, durante a Copa do Mundo, para executar o plano.

O delegado afirmou em entrevista coletiva no DI (Departamento de Investigações) que tudo começou no dia 4 de junho, um dia antes do último jogo do Flamengo no Brasileirão. Nesta data, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e o jovem J., de 17 anos, pegaram Eliza no hotel onde Eliza estava e prometera, que a levariam até Bruno.

No trajeto, o adolescente feriu Eliza. Quando eles chegaram à casa do atleta, o bebê de quatro meses foi entregue à suposta amante do jogador, Fernanda Gomes Castro. Na volta de Bruno da concentração, todos foram até o sítio em Minas Gerais.

De acordo com o delegado, a data da morte de Eliza é dia 10 de junho, pelo ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. A vítima teria sido esquartejada e parte do corpo teria sido jogado para os cães. O pai de Eliza, Luiz Carlos Samudio, chegou a chorar no momento que o delegado falou como a vítima teria morrido.

Edição: Washington Luiz
Com informações da BandNews

Comentários

  1. Este é um caso que a cada dia está ficando mais complicado porque até então não se encontrou o corpo da Elisa. Diante de uma grande atrocidade desse tamanho, só nos resta orar e pedir ao Senhor que opere acima de tudo na vida da família que sofre com a ausência da filha, que opere na família dos envolvidos e acima de tudo possa operar na vida dos envolvidos para mostres as verdades dos fatos e convertam-se aos pés de Cristo!

    http://joselitootilio.blogspot.com/2010/07/uma-nova-vida-na-aldeia-nova-vida.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não divulgamos links.Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do M.V News.