Datafolha: Mostra possibilidade de segundo turno - Dilma 46% - Serra 28% - Marina 14%

Reprodução: Dilma, Serra e Marina aumentam as chances para um segundo turno.
Eleições 2010 - Pesquisa mostra que pode haver segundo turno e que Marina Silva também teve crescimento. A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, já não tem mais garantida a vitória em primeiro turno, revelou nova pesquisa Datafolha realizada ontem. A petista aparece com 46% das intenções de voto. O candidato do PSDB, José Serra, acumulou 28%, e Marina Silva, do PV, tem 14%, segundo o levantamento. Mas a principal mudança se deu em relação aos votos válidos.

Nos últimos cinco dias, Dilma perdeu três pontos percentuais entre válidos (exclui brancos, nulos e indecisos) que decidirão o pleito. Ela recuou de 54% para 51% – e precisa de 50% mais um voto para ser eleita.

Como a margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Dilma pode ter 49% dos votos válidos. Ou 53%, o que a levaria ao Planalto sem a necessidade de passar por um segundo turno eleitoral.

Ainda considerando os votos válidos, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, apenas oscilou positivamente, de 31% para 32%.

Marina Silva, do PV, também oscilou positivamente dentro da margem de erro. Passou para 16%, ante os 14% que tinha na pesquisa realizada entre os dias 21 e 22 de setembro.

Considerando somente os votos válidos, a diferença entre Dilma e os demais candidatos despencou 14 pontos há duas semanas para dois agora. Foram realizadas 3.180 entrevistas em 202 municípios na última segunda-feira. A pesquisa está registrada no TSE com o número 32913/2010.

Senado Federal - Rio de Janeiro


Já na corrida para o Senado: Crivella 45%  -  Lindiberg 43% - Maia 33% - Picciani 20%

Na pesquisa da semana passada oscilou mais dois pontos indo a 38% e agora oscila mais dois e chega a 40%. Considerando que a margem de erro para o total da amostra é de três pontos percentuais, Crivella poderia ter entre 45% e 39% e Lindberg poderia ter entre 43% e 37%, o que configura um empate técnico.


Maia, no mesmo período tinha 33%, oscilou negativamente um ponto no final de agosto, depois oscilou negativamente mais três pontos chegando a 29% das menções. Na pesquisa anterior oscilou mais dois pontos e agora oscila negativamente mais um ponto, chegando a 26% das intenções de voto.


Jorge Picciani, do PMDB, aparece com 20% (na pesquisa anterior tinha 21%). Waguinho (PTdoB) aparece com 9%, Marcelo Cerqueira (PPS) tem 6%, Milton Temer (PSOL) aparece com 5%. Carlos Dias (PTdoB) tem 2%, Wladimir Mutt (PCB) e Claiton (PSTU) têm 1%, cada. Heitor (PSTU) é citado mas não atinge 1%.


Governo do Estado - Rio de Janeiro: Cabral pode ganhar as eleições no 1 turno



Datafolha - Cabral tem 60% das intenções de voto e Gabeira 17%, o índice variou três pontos em relação à pesquisa anterior. Em julho, Cabral tinha 53% indo a 57% na primeira pesquisa do mês de agosto. Ao final daquele mês oscilou um ponto percentual, indo a 56% e no início de setembro oscilou mais dois pontos alcançando 58%. Na semana anterior, Cabral repetiu o mesmo índice e agora oscilou dois pontos chegando a 60% das intenções. Gabeira tinha 18% em julho, no início de agosto perdeu quatro pontos e foi a 14%, no final do mês recuperou três dos pontos perdidos chegando a 17% das intenções de voto. No início do mês de setembro oscilou positivamente um ponto, na semana passada repetiu a mesma taxa e agora oscilou um ponto para baixo e chega a 17% das intenções de voto.



A seguir aparece Peregrino (PR) com 5% seguido por Jefferson Moura (PSOL) e Cyro Garcia (PSTU) com 2% das intenções cada um. Eduardo Serra (PCB) tem 1%. Todos os nomes dos candidatos oficialmente registrados no TSE estavam presentes nos cartões apresentados aos entrevistados. Afirmaram votar em branco ou nulo 6% dos entrevistados, mesma taxa dos que não sabem ainda em quem votar.

No cálculo dos votos válidos, em que os indecisos, brancos e nulos são excluídos, Cabral alcança 68%, uma diferença de 48 pontos em relação ao segundo colocado, o candidato do Partido Verde.

Deputado Federal - Rio de Janeiro



O Instituto Brasileiro de Pesquisa Social aponta os dez candidatos mais cotados  para  vaga de Deputado Federal pelo Rio de Janeiro. ( estimativa)

 


As informações são do Datafolha e IBPS, as pesquisas estão registradas no TSE e TRE-RJ.

Por: Washington Luiz



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Professor Xavier e Magneto se casaram?

Morre Mauricio Torres, apresentador do "Esporte Fantástico".

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA